Início > Bibliografia

Bibliografia

A. Sousa/D. Sousa/F. Oliveira (1993) Avelino Sousa, Daniela Sousa e Fátima Oliveira, “Histórias da Camacha”, Xarabanda, n.° 3, primeiro semestre de 1993, pp. 44-49.

A. Sousa/D. Sousa/H. Rodrigues (1993) Avelino Sousa, Daniela Sousa e Horácio Rodrigues, “Histórias da Camacha II”, Xarabanda, n.° 4, segundo semestre de 1993, pp. 41-44.

Adrião (1900-1901) José Maria Adrião, “Tradições populares colhidas no concelho do Cadaval”, Revista Lusitana, VI, 1900-1901, pp. 97-129.

Afonso (1981) Belarmino Afonso, “Máscaras e trajos carnavalescos”, Brigantia, I, n.° 0, Janeiro-Março de 1981, pp. 17-24.

Afonso (1985) Belarmino Afonso, Raízes da Nossa Terra. Cancioneiro Transmontano, Bragança, 1985.

Aguiar (1937) Fernando de Aguiar, “Usos e costumes da Ilha da Madeira, VIII. Romances”, Feira da Ladra, VIII, n.os 1-2, 1937, pp. 38-52.

Alarcão (1986) Miguel Nuno Mercês de Mello de Alarcão e Silva, Edward Quillinan e Portugal, Tese de Mestrado, Lisboa, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova, 1986.

Alberto Correia/António Nunes (1978a) Alberto Correia e António dos Santos Nunes, “Para um romanceiro popular da Beira (Três romances da Sarzeda)”, Beira Alta, XXXVII, n.° 2, segundo trimestre de 1978, pp. 323-335.

Alberto Correia/António Nunes (1978b) Alberto Correia e António dos Santos Nunes, “Para um romanceiro popular da Beira (Mais três romances da Sarzeda)”, Beira Alta, XXXVII, n.os 3-4, terceiro e quarto trimestre de 1978, pp. 507-518.

Alfredo Alves (1895) A. Alfredo Alves, “Algumas tradições populares recolhidas em Aldeia de Santa Margarida, concelho de Idanha-a-Nova”, Revista Lusitana, III, 1895, pp. 74-79.

Alvar (1982) Carlos Alvar, “Floresvento” Quaderni Portoghesi, XI-XII, Primavera-Outono, 1982, pp. 241-251.

Alves (1938)/Alves (1979) Francisco Manuel Alves, “Cancioneiro popular bragançano” in Memórias Arqueológico-Históricas do Distrito de Bragança, X, Porto, 1938, pp. 347-585. Reedição facsimilada, Bragança, Museu do Abade de Baçal, 1979.

Alves/Amado (1968) Francisco Manuel Alves e Adrião Martins Amado, Vimioso. Notas Monográficas, Coimbra, Publicação da Junta Distrital de Bragança, 1968.

Alves Ferreira (1999) Joaquim Alves Ferreira, Literatura Popular de Trás-os--Montes e Alto Douro, I, Romanceiro, Vila Real, Ed. do Autor, 1999.

Amaral (1908) Carlos A. Monteiro do Amaral, “Tradições populares e linguagem de Atalaia”, Revista Lusitana, XI, 1908, pp. 96-163.

Amorim I (1881) Francisco Gomes de Amorim, Garrett. Memorias Biographicas, I, Lisboa, Imprensa Nacional, 1881.

Ana Martins/Ferré (1988) Ana Maria Martins e Pere Ferré, Romanceiro Tradicional do Distrito de Beja, I, Madrid – Santiago do Cacém, Universidad Complutense de Madrid – Real Sociedade Arqueológica Lusitana, 1988.

Anastácio (1985) Vanda Maria Coutinho Garrido Anastácio, Os Textos de Romances no ‘Romanceiro e Cancioneiro do Algarve’ de Athaide Oliveira. Uma Tentativa de Edição Crítica, Tese de Mestrado, Lisboa, Faculdade de Letras, 1985.

Anastácio (1988) Vanda Anastácio, Romanceiro Tradicional do Distrito de Faro, I, Madrid – Santiago do Cacém, Universidad Complutense de Madrid – Real Sociedade Arqueológica Lusitana, 1988.

Anastácio (1989) Vanda Anastácio, “O livro de horas da segada” in Pedro M. Piñeiro et alii, (org.) El Romancero. Tradición y pervivencia a fines del siglo XX, Actas del IV Coloquio Internacional del Romancero, Sevilha e Cádiz, Fundación Machado – Universidad de Cádiz, 1989, pp. 343-353.

Anastácio (1992) Vanda Anastácio, “A ‘Condessa Traidora’” in Beatriz Garza Cuarón e Yvette Jiménez de Báez, (orgs.) Estudios de Folklore y Literatura dedicados a Mercedes Díaz Roig, México, El Colegio de México, 1992, pp. 209-231.

Antonieta Garcia (1993) Maria Antonieta Garcia, Os Judeus de Belmonte. Os Caminhos da Memória, 2ª ed., Lisboa, Instituto de Sociologia e Etnologia das Religiões, Universidade Nova de Lisboa, 1993.

António Teixeira (1930) António José Teixeira, Em Volta duma Espada. Glórias Mirandesas, Porto, Imprensa das Oficinas de Fotogravura de Marques Abreu, 1930.

Aragão (1982) António Aragão, Cantares e Músicas da Madeira, Governo Regional da Madeira, 1982 [disco].

Araújo (1980) José Ribeiro de Araújo, Perosinho. Monografia, Porto, Ed. do Autor, 1980.

Arlindo de Sousa (1945) Arlindo de Sousa, Cancioneiro de Entre Douro e Mondego (Douro Litoral e Beira Litoral), Lisboa, Livraria Bertrand, 1945.

Armistead (1982) Samuel G. Armistead, “Una encuesta romancística: Trás-os-Montes, Julio 1980”, Quaderni Portoghesi, XI-XII, Primavera?Outono, 1982, pp. 67-85.

Armistead/Fontes (1993-1994) Samuel G. Armistead e Manuel da Costa Fontes, “Three Azorean Ballads from the MSS of Joanne B. Purcell”, La Corónica, XXII, n.° 2, 1993-1994, pp. 52-60.

Armistead/Fontes (1998) Samuel G. Armistead e Manuel da Costa Fontes, Cancioneiro Tradicional de Trás-os-Montes, Madison, The Hispanic Seminar of Medieval Studies, 1998.

Armistead/Silverman (1986) Samuel G. Armistead e Joseph H. Silverman, Judeo-Spanish Ballads from Oral Tradition, I, Epic Ballads, Berkeley-Los Angeles, University of California Press, 1986.

Armistead/Silverman (1994) Samuel G. Armistead e Joseph H. Silverman, Judeo-Spanish Ballads from Oral Tradition, II, Carolingian Ballads 1: Roncesvalles, Berkeley-Los Angeles, University of California Press, 1994.

Artur Alves (1971) Artur Carlos Alves, Cadernos Históricos Mirandeses. I. Retalhos de História, s.l., Ed. do Autor, 1971.

Artur Alves (1980) António José Teixeira, Em Volta de uma Espada. Glórias Mirandesas, 1930. Comentários e Notas por Artur Carlos Alves, Miranda do Douro, s. ed., 1980.

Azevedo (1873) Álvaro Rodrigues de Azevedo (edição de), As Saudades da Terra pelo Doutor Gaspar Fructuoso. Historia das Ilhas do Porto-Santo, Madeira, Desertas e Selvagens, Funchal, Typ. Funchalense, 1873.

Azevedo (1880) Álvaro Rodrigues de Azevedo, Romanceiro do Archipelago da Madeira, Funchal, Voz do Povo, 1880.

Baptista (1967) Cândida da Saudade Costa Baptista, O Falar de Escusa, Tese de Licenciatura, Lisboa, Faculdade de Letras, 1967.

Barata (1969) Coronel José Pedro Martins Barata, “Tradições religiosas em Montalvão e em Póvoa e Meadas no extremo-norte alentejano”, Ethnos, VI, 1969, pp. 49-157.

Bárbolo Alves (1999) António Bárbolo Alves, Lhiteratura Oral Mirandesa, Porto, Granito, Editores e Livreiros, 1999.

Barbosa da Costa (1980) Francisco Barbosa da Costa, S. João Baptista de Canelas. Notas Monográficas, Canelas, Edição da Paróquia de Canelas, 1980.

Barreiros (1915) Fernando Braga Barreiros, “Tradições populares do Barroso (concelho de Montalegre)”, Revista Lusitana, XVIII, 1915, pp. 223-302.

Basto (1914) Cláudio Basto, “Falas e tradições do distrito de Viana do Castelo”, Revista Lusitana, XVII, 1914, pp. 55-85.

Basto (1934) Cláudio Basto, “Sortes amorosas no «S. João»”, Revista Lusitana, XXXII, 1934, pp. 161-233.

Beato (1952) António Gomes Beato, “Manhouce (Notas para a sua história)”, Beira Alta, XI, n.° 4, 1952, pp. 255-261.

Bellermann (1864) Christian F. Bellermann, Portugiesische Volkslieder und Romanzen, Leipzig, Wilhelm Englemann, 1864.

Bento (1985) Jorge Bento, “Cancioneiro de Leça”, Boletim da Biblioteca Pública Municipal de Matosinhos, XXIX, 1985, pp. 5-148.

Bento Ribeiro (1958) Maria Paulina Bento Ribeiro, Marmelete. Estudo sobre a Etnografia Folclore e Linguagem, Tese de Licenciatura, Lisboa, Faculdade de Letras, 1958.

Bigotte (1981) J. Quelhas Bigotte, Monografia da Vila e Concelho de Seia. História e Etnografia, Seia, Ed. do Autor, 1981.

Boidobra (1991) [Rancho Folclórico da Boidobra], “Romances, rimances ou quadras” in AA. VV., Quarto Festival Nacional de Folclore, Boidobra, 1991, pp. 12-13.

Braga (1865) Theophilo Braga, “Poesia Popular”, Revista Contemporanea de Portugal e Brazil, V, 1865, pp. 302-307.

Braga (1867) Theophilo Braga, Romanceiro Geral Colligido da Tradição, Coimbra, Imprensa da Universidade, 1867.

Braga (1869)/Braga (1982) Theophilo Braga, Cantos Populares do Archipelago Açoriano, Porto, Livraria Nacional, 1869. Reedição facsimilada, Ponta Delgada, Universidade dos Açores, 1982.

Braga (1870) Theophilo Braga, Historia do Theatro Portuguez. Vida de Gil Vicente, Porto, Imprensa Portugueza Editora, 1870.

Braga (1870a) Theophilo Braga, Historia da Litteratura Portugueza. Intro-ducção, Porto, Imprensa Portugueza Editora, 1870.

Braga (1876) Theophilo Braga, Antologia Portugueza, Porto, Livraria Universal de Magalhães & Moniz, Editores, 1876.

Braga (1883) Sylvio Romero, Cantos Populares do Brazil, acompanhados de Introducção e Notas Comparativas por Theophilo Braga, II, Lisboa, Nova Livraria Internacional-Editora, 1883.

Braga (1887-1889) Theophilo Braga, “Ampliações ao Romanceiro das Ilhas dos Açores”, Revista Lusitana, I, 1887-1889, pp. 96-116.

Braga (1890) Theophilo Braga, “Origem do romance Donzela que vae a guerra”, Revista do Minho, VI, n.° 11, 1890.

Braga (1902) Theophilo Braga, História da Poesia Popular Portugueza, I, 3ª ed., Lisboa, Manuel Gomes, 1902.

Braga (1906)/Braga (1982) Theophilo Braga, Romanceiro Geral Portuguez, 2ª ed., I: Romances heroicos, novellescos e de aventuras, Lisboa, Manuel Gomes, 1906. Reedição facsimilada, Lisboa, Vega, 1982.

Braga (1907)/Braga (1985) Theophilo Braga, Romanceiro Geral Portuguez, 2ª ed., II: Romances de aventuras, historicos, lendarios e sacros, Lisboa, Manuel Gomes, 1907. Reedição facsimilada, Lisboa, Vega, 1985.

Braga (1909)/Braga (1985) Theophilo Braga, Romanceiro Geral Portuguez, 2ª ed., III: Romances com forma litteraria do seculo XV a XVIII, Lisboa, J. A. Rodrigues & Co., 1909. Reedição facsimilada, Lisboa, Vega, 1985.

Braga (1911) Theophilo Braga, Cancioneiro Popular Portuguez, 2ª ed. ampliada, I, Lisboa, J. A. Rodrigues & Ca., 1911

Braga (1913) Theophilo Braga, Cancioneiro Popular Portuguez, 2ª ed. ampliada, II, Lisboa, J. A. Rodrigues & Ca., 1913.

Brás (1989) Maria Antónia Brás, “Romance popular: Dom Fernando”, Brigantia, IX, n.os 3-4, Julho-Dezembro de 1989, p. 195.

Breda (1987) Manuel Breda Simões, Roteiro Lexical do Culto e Festas do Espírito Santo nos Açores, Lisboa, ICALP, Ministério da Educação, 1987.

Brito (1999) José Brito (org.), Da Literatura Popular à Literatura Infantil, Fundão, Centro de Formação Concelhio do Fundão, 1999.

Brunetto (1992) Walter Brunetto, “A música das cantigas da segada trasmontanas e a hipótese da sua derivação do canto gregoriano”, Brigantia, XII, n.° 4, Outubro-Dezembro, 1992, pp. 3-28.

Buescu (1961) Maria Leonor Carvalhão Buescu, Monsanto. Etnografia e Linguagem, Lisboa, Publicações do Centro de Estudos Filológicos, 1961.

Buescu (1984) Maria Leonor Carvalhão Buescu, Monsanto. Etnografia e Linguagem, 2ª ed., Lisboa, Editorial Presença, 1984.

Cadafaz (198?) Manuel Cadafaz de Matos, “A poesia popular e a música tradicional algarvia numa perspectiva antropológica” in AA. VV., 2.° Congresso Nacional sobre o Algarve (Hotel da Balaia, 12-14 Fev. 1982). Textos das Comunicações, s. l., s. ed., s. d., pp. 31-39.

Café (1992) Daniel Calado Café, “Uma breve reflexão sobre o romance tradicional (no Ribatejo)” in IV Congresso de Folclore do Ribatejo, Fevereiro de 1992 (edição policopiada).

Caldeira (1961) Maria Arlette Fernandes Caldeira, O Falar dos Pescadores de Sines, Tese de Licenciatura, Lisboa, Faculdade de Letras, 1961.

Camacho (1964) João Maria de Caires Camacho, “Versos que se cantam em folia ao Senhor Espírito Santo na Ilha das Flores”, Boletim do Núcleo Cultural da Horta, III, n.° 3, Dezembro, 1964, pp. 453-482.

Campos/Almeida Fernandes/R. Pereira (1985) Beatriz C. D. Campos, Flávia D. S. de Almeida Fernandes e Nelson R. Pereira, Tarouca. Folclore e Linguística, [Tarouca], Câmara Municipal de Tarouca / Escola Preparatória de Tarouca, 1985.

Cardigos/Marques (1994a) Isabel Cardigos e José Joaquim Dias Marques, “Literatura Oral Algarvia. I. O quarto escuro da ‘casa portuguesa’”, Jornal da Serra, Ano I, n.° 6, Maio de 1994, pp.14-15.

Cardigos/Marques (1994b) Isabel Cardigos e José Joaquim Dias Marques, “Literatura Oral Algarvia, II. As surpresas da cidade”, Jornal da Serra, Ano I, n.° 7, Julho de 1994, pp. 16-17.

Cardigos/Marques (1994c) Isabel Cardigos e José Joaquim Dias Marques, “Literatura Oral Algarvia. III. Vítimas Inocentes”, Jornal da Serra, Ano II, n.° 8, Outubro de 1994, pp. 16-17.

Cardoso (1978) Carlos Lopes Cardoso, Achegas para um romanceiro tradicional do concelho de Paredes, separata de O Concelho de Paredes. Boletim Cultural, n.° 1, 1978.

Carinhas II (1994) Ana Cristina Porfírio Carinhas, Romanceiro das Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira (1825-1960). Edição Crítica, II, Tese de Mestrado, Lisboa, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova, 1994.

Carinhas (1996) Ana Cristina Carinhas, “Alguns romances da tradição oral de Aljezur”, ELO, II, 1996, pp. 79-92

Carneiro (1942) Alexandre Lima Carneiro, “Cancioneiro de Monte Córdova”, Douro-Litoral, V, 1942, pp. 20-50.

Carneiro (1945) Alexandre Lima Carneiro, “Dois romances populares” in Doutor Pedro Vitorino. In Memoriam, Porto, Junta da Província do Douro-Litoral, 1945, pp. 165-168.

Carneiro (1950a) Alexandre Lima Carneiro, “Canções populares”, Douro Litoral, IIIa. série, VIII, 1950, pp. 66 e 76-79.

Carneiro (1958) Alexandre Lima Carneiro, Cancioneiro de Monte Córdova, 2ª. ed., em volume, Porto, Câmara Municipal de Santo Tirso, 1958.

Carolina Pires (1981) Carolina Victória Pires, “Como o povo canta”, Brigantia, I, n.° 1, Abril – Junho de 1981, pp. 101-105.

Carreiro (1983) João Pimentel Carreiro, “A música popular açoriana no Cancioneiro de Músicas Populares de César das Neves”, Aresta, n.os 5-6, Janeiro de 1983, pp. 37-60.

Carvalho (1998) Maria José Albarran Carvalho, “Santa Iria – Tradição Hagiográfica, Lenda e Cancioneiro”, Arquivo de Beja, III série, IX, 1998, Dezembro de 1998, pp. 97-118.

Carvalho Rodrigues (1990) Maria da Ascenção Gonçalves Carvalho Rodrigues, Cancioneiro. Cova da Beira, II: Romanceiro, Edição de Autor, Covilhã, 1990.

Carvalho Rodrigues (1993) Maria da Ascenção Gonçalves Carvalho Rodrigues, “Romanceiro popular” in Sexto Festival Nacional de Folclore, Boidobra, 1993, pp. 4-5.

Carvalho Rodrigues (1999) Maria da Ascenção Gonçalves Carvalho Rodrigues, Cancioneiro. Cova da Beira, III: Canções Narrativas, Outros Géneros Poéticos e Adenda ao Romanceiro, Ed. do Autor, Covilhã, 1999.

Carvalho Rodrigues (1999a) Maria da Ascenção Gonçalves Carvalho Rodrigues, “O Romanceiro na etnografia”, Florinda, Revista Cultural. Edição da Câmara Municipal da Covilhã, V, Abril 1999, pp. 5-7.

Castelo-Branco (1994) Salwa Castelo-Branco, Musical Traditions of Portugal, Smithsonian Folkways, 1994 [CD].

Castro (1951) J. de Albuquerque e Castro, “Conde Nino”, Douro Litoral, IVa. série, III-IV, 1951, pp. 125-128.

Catalán (1969) Romances de tema odiseico, Romancero tradicional de las lenguas hispánicas (español-portugués-catalán-sefardí). Colección de textos y notas de María Goyri y Ramón Menéndez Pidal, III, org. de Diego Catalán, com a colaboração de María Soledad de Andrés, Francisco Bustos, María Josefa Canellada, José Caso, Paloma Montero e Ana Valenciano, Madrid, Cátedra Seminario Menéndez Pidal – Gredos, 1969.

Catalán (1969a) Diego Catalán, Siete siglos de Romancero, Madrid, Gredos, 1969.

Catalán (1970) Romances de tema odiseico. Romancero tradicional de las lenguas hispánicas (español-portugués-catalán-sefardí). Colección de textos y notas de María Goyri y Ramón Menéndez Pidal, IV, org. de Diego Catalán, María Soledad de Andrés, Francisco Bustos, Ana Valenciano e Paloma Montero, Madrid, Cátedra Seminario Menéndez Pidal, Editorial Gredos, 1970.

Catalán (1970a) Diego Catalán, Por campos del Romancero, Madrid, Gredos, 1970.

Catalán/Cid (1975) Gerineldo: El paje y la infanta, Romancero tradicional de las lenguas hispánicas (Español-portugués-catalán-sefardí). Colección de textos y notas de María Goyri y Ramón Menéndez Pidal, VI, org. de Diego Catalán e Jesús Antonio Cid, com a colaboração de Robert Nelson, Francisco Romero, Margarita Pazmany, Ana Valenciano e Paloma Montero. Transcrições musicais de Antonio Carreira, Madrid, Cátedra Seminario Menéndez Pidal – Gredos, 1975.

Caufriez (1979) Anne Caufriez, “Le romance chanté au Trás-os-Montes”, Colóquio Artes, XLIII, Dezembro de 1979, pp. 45-55.

Caufriez (1980-1981) Anne Caufriez, La Perenité du Romancero dans la Musique Paysanne du Trás-os-Montes (Portugal), 2 vols., Tese de Doutoramento, Paris, EHESS, 1980-1981.

Caufriez (1993) Anne Caufriez, Trás-os-Montes. Chants du Blé et Cornemuses de Berger, Ocora, Radio France, 1993 [CD]

Caufriez (1998) Anne Caufriez, Romances du Trás-os-Montes. Mélodies et Poésies, Paris, Centre Culturel Calouste Gulbenkian, 1998.

Cesariny (1983) Mário Cesariny, Horta de Literatura de Cordel, Lisboa, Assírio e Alvim, 1983.

Cesariny (1989) M[ário] C[esariny] V[asconcelos], O Virgem Negra, 2ª ed. revista e aumentada, Lisboa, Assírio e Alvim, 1989.

Chaves (1906)/Chaves (1920)/Chaves (1983) Francisco Afonso Chaves, “Festas do Espírito Santo nos Açores”, Archivo dos Açores, XIII, 1906, pp. 11-35. Reedições facsimiladas, Ponta Delgada, Of. Artes Gráficas, 1920 e Universidade dos Açores, 1983.

Coelho (1874) Francisco Adolpho Coelho, “Romances Sacros, orações e ensalmos populares do Minho”, Romania, III, 1874, pp. 263-278.

Coelho (1879) Francisco Adolpho Coelho, “Romances populares e rimas infantis portuguezes”, Zeitschrift für romanische Philologie, III, 1879, pp. 61-72 e 193-199.

Coelho (1883) Francisco Adolpho Coelho, “Os jogos e as rimas infantis de Portugal: Colleccionação e estudos para servirem à historia da transmissão das tradições populares”, Boletim da Sociedade de Geographia de Lisboa, IV, 12, 1883, pp. 567-595.

Coelho (1887-1889) Francisco Adolpho Coelho, “Notas e parallelos folkloricos: VI. Romance de D. Gato”, Revista Lusitana, I, 1887-1889, pp. 320-325.

Coelho (1993) Francisco Adolfo Coelho, Obra Etnográfica, I, Festas, costumes e outros materiais para uma Etnologia de Portugal, organização e prefácio por João Leal, Lisboa, Publicações Dom Quixote, 1993, pp.115-132.

Coelho Martins/Andrade (1994) Bertino Coelho Martins e João Monteiro Andrade, Cancioneiro da Romeira. Músicas, Letras, Estórias e Tradições, Santarém, Câmara Municipal de Santarém, 1994.

Cordeiro (1845) A. X. R. Cordeiro “O Conde Alarcos”, Revista Académica, n.° 1, Março de 1845, p. 272.

Correia (1984) João David Pinto Correia, Romanceiro Tradicional Português, Lisboa, Editorial Comunicação, 1984.

Correia (1986) João David Pinto Correia, O Essencial sobre O Romanceiro Tradicional Português, Lisboa, Imprensa Nacional, 1986.

Correia (1987) João David Pinto Correia, Os Romances Carolíngios da Tradição Oral Portuguesa, II, Tese de Doutoramento, Lisboa, Faculdade de Letras, 1987.

Correia (1994) João David Pinto Correia, Os Romances Carolíngios da Tradição Oral Portuguesa, III, Lisboa, Instituto Nacional de Investigação Científíca, 1994.

Correia Lopes (1926) Edmundo Arménio Correia Lopes, Cancioneirinho de Foz-Côa, Coimbra, Imprensa da Universidade, 1926.

Correio Nacional (1897) [Gualdino de Campos], “A guerra de Mirandum”, Correio Nacional, 21/12/1897.

Correio Selecto (1900a) [José Leite de Vasconcellos?], “Secção Folk-Lore. Romanceiro. D. Caetano e D. Carlos”, Correio Selecto, n.° 2, 12/07/1900,p. 21-22

Correio Selecto (1900b) [José Leite de Vasconcellos?], “Secção Folk-Lore. Romanceiro. D. Caetano e D. Carlos (versão de Paredes)”, Correio Selecto, n.° 3, 20/07/1900, p. 33.

Correio Selecto (1901a) [José Leite de Vasconcellos?], “Secção Folk-Lore. Romanceiro. D. Claralinda”, Correio Selecto, n.° 7, 10/01/1901, p. 81.

Correio Selecto (1901b) [José Leite de Vasconcellos?], “Secção Folk-Lore. Romanceiro. D. Infanta”, Correio Selecto, n.° 8, Abril de 1901, pp. 89-90.

Cortes-Rodrigues III (1982) Armando Cortes-Rodrigues, Cancioneiro Geral dos Açores, III, Angra do Heroísmo, Direcção Regional dos Assuntos Culturais, 1982.

Cortes-Rodrigues (1987) Armando Cortes-Rodrigues, Romanceiro Popular Açoriano, Ponta Delgada, Instituto Cultural de Ponta Delgada, 1987.

Cortesão (1942) Jaime Cortesão, O que o Povo Canta em Portugal, Rio de Janeiro, Livros de Portugal, Ltda., 1942.

Costa (1957) Maria Rosa Marques Lila Dias Costa, Murteira. Uma povoação do concelho de Loures. Etnografia. Linguagem. Folclore, Tese de Licenciatura, Lisboa, Faculdade de Letras, 1957.

Costa (1961) Maria Rosa Lila Dias Costa, Murteira. Uma povoação do concelho de Loures. Etnografia. Linguagem. Folclore, Lisboa, Junta Distrital de Lisboa, 1961.

Costa Braga (1971) Franklin Costa Braga, Quadrazais. Etnologia e Linguagem, Tese de Licenciatura, Lisboa, Faculdade de Letras, 1971.

Costa Dias (1988) Luís Augusto da Costa Dias, Fontes Inéditas do Romanceiro Português. Os Papelinhos de Garrett, Sintra, Câmara Municipal de Sintra, 1988.

Costa e Silva (1832) José Maria da Costa e Silva, Isabel ou a Heroina de Aragom, Lisboa, Na Impressão Regia, 1832.

Costa e Silva (1838) José Maria da Costa e Silva, O Espectro ou a Baroneza de Gaia, Paris, Na casa de Guiraudet e Jouaust, 1838.

Cruz (1988) José Pires da Cruz, Estudos sobre o Romanceiro Tradicional: Tradição Oral das Beiras, Tese de Doutoramento, University of California, Davis, 1988.

Cruz (1992) José Pires da Cruz, “Recolha de Romanceiro de tradição oral na Beira Alta e Beira Baixa até 1988”, Luso-Brazilian Review, XXIX, 1992, pp. 29-40.

Cruz (1993a) José Pires da Cruz, “Romanceiro oral”, Jornal do Fundão, Ano XLVIII, n.° 2444, 25-VI-1993, p. 5.

Cruz (1993b) José Pires da Cruz, Estudos sobre o Romanceiro Tradicional: Tradição Oral das Beiras, Guarda, Câmara Municipal da Guarda, 1993.

Cruz (1993c) José Pires da Cruz, “História do Romanceiro...”, Jornal do Fundão, Ano XLVIII, n.° 2446, 9-VII-1993, p. 18.

Cruz (1995) José Pires da Cruz, Romanceiro Tradicional da Beira Baixa, Fundão, Edição da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, 1995.

Cruz de Sousa (1982) Manuel da Cruz de Sousa, Ninho do Açor (Monografia). Memórias dum Povo, s. l., s. ed., 1982.

Cunha (1906)/Cunha (1920)/Cunha (1983) Pe. Manoel de Azevedo da Cunha, “Festas do Espírito Santo na Ilha de S. Jorge”, Archivo dos Açores, XIII, 1906, pp. 73-106. Reedições facsimiladas, Ponta Delgada, Of. Artes Gráficas, 1920 e Universidade dos Açores, 1983.

Cunha Azevedo (1974) Elvira Cunha Azevedo, O Sefardismo na Cultura Portuguesa, Porto, Paisagem, 1974.

Custódio/Galhoz (1996) Idália Farinho Custódio e Maria Aliete Farinho Galhoz, Memória Tradicional de Vale Judeu, Loulé, Câmara Municipal de Loulé, 1996.

Custódio/Galhoz (1997) Idália Farinho Custódio e Maria Aliete Farinho Galhoz, Memória Tradicional de Vale Judeu, II, Loulé, Câmara Municipal de Loulé, 1997.

Dâmaso (1882) António Reis Dâmaso, “Tradições populares (Colecção do Algarve): Romances” in Enciclopédia Republicana, Lisboa, Nova Minerva, 1882, pp. 154-156, 171-173, 184; prossegue com o seguinte título: “Tradições populares do Algarve: Romances”, pp. 201-204, 215-216 e 232-237.

Damião (1997) Ana Mafalda Damião, Romanceiro de Torre de Moncorvo, Mirandela, João Azevedo Editor, 1997.

Delgado II (1955) Manuel Joaquim Delgado, Subsídio para o Cancioneiro Popular do Baixo Alentejo, II, Lisboa, Álvaro Pinto, 1955.

Delgado II (1980) Manuel Joaquim Delgado, Subsídio para o Cancioneiro Popular do Baixo Alentejo, II, 2ª. ed., Lisboa, Instituto Nacional de Investigação Científica, 1980.

Deusdado (1893) Ferreira Deusdado, “A guerra do Mirandum”, Commercio de Portugal, n.° 4327, 23-12-1893, s. p.

Deusdado (1912) Ferreira Deusdado, Escorços Trasmontanos. Ensaio de literatura regional, Lisboa, Livrarias Aillaud e Bertrand, 1912.

Di Stefano (1993) Giuseppe Di Stefano (org. de), Romancero, Madrid, Clásicos Taurus, 1993.

Dias (1911) Maria da Conceição Dias, “Tradições populares do Baixo Alentejo (Ourique)”, Revista Lusitana, XIV, 1911, pp. 41-61.

Dias (1917) Maria da Conceição Dias, “Tradições populares do Baixo Alentejo (Ourique)”, Revista Lusitana, XX, 1917, pp. 129-136.

Dias Martins (1954) Maria José Dias Martins, Etnografia, Linguagem e Folclore de uma Pequena Região da Beira Baixa (Póvoa da Atalaia, Alcongosta, Tinalhas e Sobral do Campo), Tese de Licenciatura, Lisboa, Faculdade de Letras, 1954.

Dinis (1986) Manuel Vieira Dinis, “Costumes e tradições pacenses” in Paços de Ferreira. Estudos Monográficos, II, Paços de Ferreira, Câmara Municipal de Paços de Ferreira, 1986, pp. 341-381.

Diogo Correia (1938?) João Diogo Correia, Cantares de Malpica (Beira-Baixa). Canções do Natal, do Entrudo, da Quaresma, da Páscoa, da Ceifa, de S. João e Outras, Lisboa, Depositária Livraria Enciclopédica de João Bernardo, s. d. [1938?].

Diogo Correia (1953) João Diogo Correia, Apontamentos para a Monografia de Malpica do Tejo, Lisboa, Ed. do Autor, 1953.

Diogo Ribeiro (1931) José Diogo Ribeiro, Turquel Folclórico, Parte III: Romances e Cantigas, Esposende, Livraria Esposendense, 1931.

Eira (1999) António da Eira, O Romanceiro ou a Cantiga das Segadas, Chaves, Câmara Municipal de Chaves, 1999.

Enes (1945) Inocêncio Enes, “Tradições Populares da Freguesia dos Altares da Ilha Terceira”, Boletim do Instituto Histórico da Ilha Terceira, III, 1945, pp. 289-313.

Enes (1950) Inocêncio Enes, “Tradições populares da Freguesia dos Altares da Ilha Terceira”, Boletim do Instituto Histórico da Ilha Terceira, VIII, 1950, pp. 68-98.

Enes (1988) Inocêncio Enes, Tradições e Festas Populares da Freguesia dos Altares (Ilha Terceira), Angra do Heroísmo, Instituto Histórico da Ilha Terceira, 1988.

Ernesto Gonçalves (1968?) Ernesto Gonçalves, “Histórias de bisbis, dois diálogos e algumas cantigas da tradição oral do povo madeirense”, Das Artes e da História da Madeira, IX, n.° 39, (1968?), pp. 23-36.

Ernesto Gonçalves (1969?) Ernesto Gonçalves, “Quatro contos, um romance e algumas cantigas da tradição oral do povo madeirense”, Das Artes e da História da Madeira, VII, n.° 40, (1969?), pp. 8-19.

Ernesto Gonçalves (1992) Ernesto Gonçalves, Portugal e a Ilha, Funchal, Secretaria Regional do Turismo e Cultura, 1992.

Estremadura (1947) Inquérito para o Estudo da Literatura Popular e Outras Tradições Estremenhas. Romanceiro, Cancioneiro, e Elementos Folclóricos Provindos da Transmissão Oral, Lisboa, Junta de Província da Estremadura, 1947.

Falcão/Ferré/Morna (1988) José António Falcão, Pere Ferré e Fátima Freitas Morna, “O romanceiro oitocentista atribuído ao padre José Inácio de Mira, da Biblioteca Municipal de Beja”, Anais da Real Sociedade Arquelógica Lusitana, II série, II, 1988, pp. 213-238.

Felgueiras (1948) Guilherme Felgueiras, “O estudo da literatura popular e das tradições orais estremenhas. V: Romanceiro Estremenho”, Estremadura. Boletim da Junta de Província, IIa. série, XIX, Setembro-Dezembro de 1948, pp. 409-423.

Felício dos Santos (1897-1899) Felício dos Santos , “Linguagem popular de Trancoso (Notas para o estudo dos dialectos beirões)”, Revista Lusitana, V, 1897-1899, pp. 161-174.

Fernandes (1951) J. A. Fernandes, “Terras de Arouca: II. Ciclo de Natal”, Douro-Litoral, IVª. série, V-VI, 1951, pp. 120-141.

Ferré (1982) Pere Ferré, com a colaboração de Vanda Anastácio, José Joaquim Dias Marques e Ana Maria Martins, Romances Tradicionais, Funchal, Edição da Câmara Municipal, 1982.

Ferré (1982-1983) Pere Ferré, “El romance ‘Él reguñir, yo regañar’ en el Auto de la Sibila Casandra de Gil Vicente”, Revista Lusitana, Nova Série, III, 1982-1983, pp. 55-67.

Ferré (1983) Pere Ferré, “O romanceiro tradicional: Uma colecção de romances da Ilha da Madeira”, Vértice, n.° 454, Maio-Junho de 1983, pp. 3-28.

Ferré (1987) Pere Ferré, com a colaboração de José António Falcão, Jorge M. Rodrigues Ferreira e Fátima Freitas Morna, Romanceiro Tradicional do Distrito de Castelo Branco, I, Santiago do Cacém – Lisboa, Real Sociedade Arqueológica Lusitana – Estar Editora, 1987.

Ferré (1987a) Pere Ferré, com a colaboração de José António Falcão, Jorge M. Rodrigues Ferreira e Fátima Freitas Morna, Romanceiro Tradicional do Distrito da Guarda, I, Santiago do Cacém – Lisboa, Real Sociedade Arquelógica Lusitana – Estar Editora, 1987.

Ferré (2000) Pere Ferré, com a colaboração de Cristina Carinhas, Ramón dos Santos de Jesus e Eva Parrano, Romanceiro Português da Tradição Oral Moderna. Versões Publicadas entre 1828 e 1960, I, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 2000.

Ferré/Marques (1982a) Pere Ferré e José Joaquim Dias Marques, “O Romanceiro em Trás-os-Montes”, in AA. VV., À Descoberta de Portugal, Lisboa, Selecções do Reader’s Digest, 1982, pp. 70-71.

Ferré/Marques (1982b) Pere Ferré e José Joaquim Dias Marques, “O Romanceiro em Trás-os-Montes”, A Capital, 26 de Julho de 1982, p. 16.

Ferreira (1927) Ernesto Ferreira, A Alma do Povo Micaelense, Ponta Delgada, Oficina de Artes Gráficas, 1927.

Ferreira (1943) Ernesto Ferreira, Ao Espelho da Tradição, Ponta Delgada, Gráfica Regional, 1943.

Figueiredo (1956)/Figueiredo (1989) José F. Figueiredo, Monografia da Notável Vila de Nisa, s.l., s. ed., 1956; Reedição facsimilada, Lisboa – Nisa, Imprensa Nacional-Câmara Municipal de Nisa, 1989.

Firmino (1996) Anónimo [Recolha de José Afonso Firmino], “Cancioneiro” in AA. VV., Algarve. Tradições Musicais, II, Faro – S. Brás de Alportel, Grupo Musical de Santa Maria – Casa de Cultura António Bentes, 1996, pp. 128, 129 e 131.

Fonte/Lourenço Fontes/Alberto Machado (1972) Barroso da Fonte, Lourenço Fontes e Alberto Machado, Usos e Costumes de Barroso, Chaves, Tip. Gutemberg, 1972.

Fontes (1974) Manuel da Costa Fontes, “The Social Functions of Ballads and the Vitality of the Portuguese Ballad Tradition in California” in AA. VV., Report: First Symposium on Portuguese Presence in California, San Francisco – San Leandro, Centro Cultural Cabrilho, UCLA – UPEC Cultural Centre and Luso-American Education Foundation, 1974, pp. 33-36.

Fontes (1976) Manuel da Costa Fontes, “Dona Maria and Batalha de Lepanto: Two Rare Luso-American Ballads” in Joanne B. Purcell, Samuel G. Armistead, Eduardo Mayone Dias e Joanne E. March (org.), Portuguese and Brazilian Oral Traditions in Verse Form / As Tradições Orais Portuguesas e Brasileiras em Verso, Los Angeles, University of Southern California, 1976, pp. 148-157

Fontes (1979) Manuel da Costa Fontes, Romanceiro Português do Canadá, Coimbra, Por Ordem da Universidade, 1979.

Fontes (1979a) Manuel da Costa Fontes, “Echoes of the Classical Age in Contemporary Portuguese Oral Tradition” in Robert F. Harney (org.), Occasional Papers in Ethnic and Immigration Studies, Toronto, The Multicultural History Society of Ontario, 1979, pp. 5-23.

Fontes (1980) Manuel da Costa Fontes, Romanceiro Português dos Estados Unidos, I: Nova Inglaterra, Coimbra, Por Ordem da Universidade, 1980.

Fontes (1981) Manuel da Costa Fontes, “Novas versões de Flérida na tradição oral transmontana”, Revista Lusitana, Nova Série, II, 1981, pp. 17-29.

Fontes (1982) Manuel da Costa Fontes, “Três romances raros: Quem dever a honra alheia, A Condessa Traidora e a Filha do Ermitão”, Quaderni Portoghesi, XI-XII, Primavera-Outono, 1982, pp. 87-103.

Fontes (1983a) Manuel da Costa Fontes, Romanceiro da Ilha de S. Jorge, Coimbra, Por Ordem da Universidade, 1983.

Fontes (1983b) Manuel da Costa Fontes, Romanceiro Português dos Estados Unidos, II: Califórnia, Coimbra, Por Ordem da Universidade, 1983.

Fontes (1984) Manuel da Costa Fontes, “Um novo romanceiro transmontano: Introdução, índice temático e antologia”, Arquivos do Centro Cultural Português, XX, 1984, pp. 331-390.

Fontes I (1987) Manuel da Costa Fontes, Romanceiro da Província de Trás-os-Montes (Distrito de Bragança), I, Coimbra, Por Ordem da Universidade, 1987.

Fontes (1987a) Manuel da Costa Fontes, “Collecting Portuguese ballads”, Oral Tradition, I, n.os 2-3, Maio-Outubro 1987, pp. 547-572.

Fontes (1989-1990) Manuel da Costa Fontes, “Portuguese ballads from Canada: A supplement”, La Corónica, XVIII, n.° 2, 1989-1990, pp. 51-68.

Fontes (1990) Manuel da Costa Fontes, “Sobre o Romanceiro da Ilha Terceira. Um pequeno subsídio”, Revista de Cultura Açoriana, II, 1990, pp.135-178.

Fontes (1991) Manuel da Costa Fontes, “Sobre o Romanceiro transmontano: Uma recente colheita”; Brigantia, XI, n.° 3-4, Julho-Dezembro de 1991, pp. 3-19.

Fontes (1993) Manuel da Costa Fontes, “O Romanceiro da Beira e do Algarve: Um pequeno subsídio”, Revista Lusitana, Nova série, XI, 1993, pp. 61-74.

Fontes (1996) Manuel da Costa Fontes, “Uma nova versão do romance A morte do rei D. Fernando”, ELO, II, 1996, pp. 115-123.

Fontes (1997) Manuel da Costa Fontes, O Romanceiro Português e Brasileiro: Índice Temático e Bibliográfico, Madison, The Hispanic Seminary of Medieval Studies, 1997.

Forma (1988) “Ó Laurinda, linda, linda”, Forma, n.° 29, Julho de 1988, pp. 44-45.

Frias (1956) Maria Amélia do Amaral Retto Frias, Vila Chã (Ferreira d’ Aves). Etnografia. Linguagem. Folclore, Tese de Licenciatura, Faculdade de Letras, Lisboa, 1956.

Gaiteiros (1995) Gaiteiros de Lisboa, Invasões Bárbaras, Lisboa, Farol Música, 1995 [CD].

Galhoz (1957) Maria Aliete Farinho das Dores [Galhoz], “José Leite de Vasconcelos e a literatura de transmissão oral. O seu Romanceiro” in AA. VV., Actas do III Colóquio Internacional de Estudos Luso-Brasileiros, I, Lisboa, 1959, pp. 478-492.

Galhoz (1981) Maria Aliete Farinho das Dores Galhoz, “Recensão a Romanceiro Português do Canadá coligido e editado por Manuel da Costa Fontes. Prefácio de Samuel Armistead e Joseph H. Silverman, Coimbra (Acta Universitatis Conimbrigensis)”, Revista Lusitana, Nova Série, I, 1981, pp. 134-137.

Galhoz (1987) Maria Aliete das Dores Galhoz, Romanceiro Popular Português, I, Lisboa, Centro de Estudos Geográficos, INIC, 1987.

Galhoz (1988) Maria Aliete das Dores Galhoz, Romanceiro Popular Português, II, Lisboa, Centro de Estudos Geográficos, INIC, 1988.

Galhoz (1989) Maria Aliete das Dores Galhoz, “O romance popular sagrado ‘O rico avarento’: Tradição peninsular e comparação com a balada ‘Dives and Lazarus’ in Pedro Piñeiro et alii (org.), El Romancero. Tradición y pervivencia a fines del siglo XX, Actas del IV Coloquio Internacional del Romancero, Sevilha e Cádiz, Fundación Machado – Universidad de Cádiz, 1989, pp. 145-157.

Galhoz (1997) Maria Aliete das Dores Galhoz, “Mais algumas notas sobre o romance ‘Lázaro e o Rico’: Testemunhos alentejanos” in Jorge Freitas Branco e Paulo Lima (orgs.), Artes da Fala, Oeiras, Celta, 1997, pp. 125-140.

Gallop (1937) Rodney Gallop, Cantares do Povo Português, Lisboa, Instituto para a Alta Cultura, 1937.

Gama (1966) Maria Margarida Gama de Oliveira, Malhada Velha (um lugar da serra no concelho de Penela). Estudo etnográfico, linguístico e folclórico, Tese de Licenciatura, Lisboa, Faculdade de Letras, 1966.

Garcia (1965) Idalina Serrão Garcia, O Falar da Glória do Ribatejo, Tese de Licenciatura, Lisboa, Faculdade de Letras, 1965.

Garcia (1979) Idalina Serrão Garcia, O Falar da Glória do Ribatejo, Lisboa, Edição da Assembleia Distrital de Santarém, 1979.

Garrett (1828) João Baptista da Silva Leitão de Almeida Garrett, Adozinda. Romance, Londres, Em casa de Boosey & Son; e de V. Salva, 1828.

Garrett (1842) João Baptista da Silva Leitão de Almeida Garrett, O Alfageme de Santarém, ou A Espada do Condestável, Lisboa, Imprensa Nacional, 1842.

Garrett I (1843) João Baptista da Silva Leitão de Almeida Garrett, Romanceiro e Cancioneiro Geral, I, Lisboa, Typ. da Soc. Propagadora dos Conhecim. Uteis, 1843.

Garrett (1846) João Baptista da Silva Leitão de Almeida Garrett, “Viagens na Minha Terra”, Revista Universal Lisbonense, V, 1846, pp. 377-378.

Garrett (1846a) João Baptista da Silva Leitão de Almeida Garrett, Viagens na Minha Terra, II, Lisboa, Na Typografia da Gazeta dos Tribunaes, 1846.

Garrett (1847) João Baptista da Silva Leitão de Almeida Garrett, “Da Antiga Poesia Portugueza. Romances Populares”, Revista Universal Lisbonense, VI, 1847, pp. 149-150.

Garrett II (1851) João Baptista da Silva Leitão de Almeida Garrett, Romanceiro, II, Lisboa, Na Imprensa Nacional, 1851.

Garrett III (1851) João Baptista da Silva Leitão de Almeida Garrett, Romanceiro, III, Lisboa, Na Imprensa Nacional, 1851.

Gervásio de Lima (1935a) Gervásio de Lima, “Romanceiro Português. Donzela que vai à guerra (versão terceirense)”, Cantos e Contos, ano I, I série, n.°3, 25/5/1935, pp. 18-19.

Gervásio de Lima (1935b) Gervásio de Lima, “Romanceiro Português. O Conde da Alemanha (versão da Ilha Terceira)”, Cantos e Contos, ano I,I série, n.°4, 8/6/1935, pp. 28-29.

Gervásio de Lima (1935c) Gervásio de Lima, “Romanceiro Português. Dona Alda”, Cantos e Contos, ano I, I série, n.° 5, 27/7/1935, pp. 46-47.

Gervásio de Lima (1936a) Gervásio de Lima, “Romanceiro Português. O Caso de Dona Inez”, Cantos e Contos, ano I, II série, n.°1, 1/3/1936, p. 6.

Gervásio de Lima (1936b) Gervásio de Lima, “Romanceiro Português.A tecedeira”, Cantos e Contos, ano I, II série, n.° 2, Abril de 1936, p. 4.

Giacometti (1981) Michel Giacometti, com a colaboração de Fernando Lopes Graça, Cancioneiro Popular Português, Lisboa, Círculo de Leitores, 1981.

Gomes Pereira (1908a) A. Gomes Pereira, “Folk-lore trasmontano: Dona Silvana”, Illustração Trasmontana, I, 1908, p. 176.

Gomes Pereira (1910) A. Gomes Pereira, “Novo supplemento às tradições populares e linguagem de Vila Real”, Revista Lusitana, XIII, 1910, pp. 95-109.

Gomes Pereira (1911) A. Gomes Pereira, “Tradições populares do Porto”, Revista Lusitana, XIV, 1911, pp. 125-144.

Gomes Pereira (1913) A. Gomes Pereira, “Tradições populares de Barcellos”, Revista Lusitana, XVI, 1913, pp. 280-288.

Gomes Pereira (1915) A. Gomes Pereira, Tradições Populares, Linguagem e Toponymia de Barcellos, Espozende, Livraria Espozendense Editora, 1915.

Gonçalves (1981) Manuel Gonçalves, “A propósito do romanceiro vinhaense”, Brigantia, I, n.° 1, Abril-Junho, 1981, pp. 69-79.

Gonçalves (1981a) Manuel Gonçalves, “A propósito do romanceiro vinhaense. Apontamento”, Brigantia, I, n.° 0, Janeiro-Março de 1981, pp. 99-108.

Gonçalves das Neves/Lima/Daciano (1950) Serafim Gonçalves das Neves, A. C. Pires de Lima e Bertino Daciano, “Tradições de Azurara”, Douro-Litoral, IVª. série, I-II, 1950, pp. 116-140.

Gonçalves Pereira (1901)/Gonçalves Pereira (1982) J. J. Gonçalves Pereira, “Lendas & Romances”, A Tradição, III, 1901, pp. 174-175. Reedição facsimilada, Beja, Câmara Municipal de Serpa, 1982.

Gonçalves Pereira (1902)/Gonçalves Pereira (1982) J. J. Gonçalves Pereira, “Lendas & Romances”, A Tradição, IV, 1902, p. 160. Reedição facsimilada, Beja, Câmara Municipal de Serpa, 1982.

Guimarães (1988) José de Guimarães, A Nau Catrineta. Romance Popular ilustrado por..., Lisboa, Quetzal Editores, 1988.

Goyri/Menéndez Pidal (1957) Romances del rey Rodrigo y de Bernardo del Carpio. Romancero tradicional de las lenguas hispánicas (español-portugués-catalán-sefardí). Colección de textos y notas de María Goyri y Ramón Menéndez Pidal, I, org. de Rafael Lapesa, Diego Catalán, Álvaro Galmés e José Caso, Madrid, Cátedra Seminario Menéndez Pidal, 1957.

Graça (1953) Fernando Lopes Graça, A Canção Popular Portuguesa, Lisboa, Publicações Europa-América, s. d. [1953].

Graça (1974) Fernando Lopes Graça, A Canção Popular Portuguesa, 2ª. ed., Lisboa, Publicações Europa-América, 1974.

Graça (197?) Fernando Lopes Graça, A Canção Popular Portuguesa, 3ª ed, Lisboa, Publicações Europa-América, s. d. [197?].

Graça (1991) Fernando Lopes Graça, A Canção Popular Portuguesa, Lisboa, 4ª ed., remodelada, Lisboa, Caminho, 1991.

Graça (1995) Fernando Lopes Graça, Dezassete Canções Tradicionais Brasileiras. Sete Romances Tradicionais Portugueses. Três Esconjuros, Lisboa, EMI Classics, 1995 [CD].

Graça/Giacometti (1960?) Fernando Lopes Graça e Michel Giacometti, Antologia da Música Regional Portuguesa, I, 1. Trás-os-Montes, Arquivos Sonoros Portugueses, [1960?] [disco].

Graça/Giacometti (s.d.) Fernando Lopes Graça e Michel Giacometti, Antologia da Música Regional Portuguesa, I, 1. Trás-os-Montes, 2ª ed.?, Arquivos Sonoros Portugueses, (s. d.), [disco].

Graça/Giacometti (1961) Fernando Lopes Graça e Michel Giacometti, Antologia da Música Regional Portuguesa, I, 2. Algarve, Arquivos Sonoros Portugueses, 1961 [disco].

Graça/Giacometti (1965) Fernando Lopes Graça e Michel Giacometti, Cantos Tradicionais do Distrito de Évora, 1965 [disco].

Graça/Giacometti (1966a) Fernando Lopes Graça e Michel Giacometti, Antologia da Música Regional Portuguesa, I, 4. Alentejo, 2ª ed., Arquivos Sonoros Portugueses, 1966 [disco].

Graça/Giacometti (1966b) Fernando Lopes Graça e Michel Giacometti, Antologia da Música Regional Portuguesa, I, 1. Trás-os-Montes, 3ª ed., Arquivos Sonoros Portugueses, 1966 [disco].

Graça/Giacometti (197?) Fernando Lopes Graça e Michel Giacometti, Pequena Antologia da Música Regional Portuguesa, 6 discos, [197?].

Graça/Simões/Giacometti/S. Rodrigues/Domingues (1961) Fernando Lopes Graça, João Gaspar Simões, Michel Giacometti, Sebastião Rodrigues e Francisco Domingues, Vozes e imagens de Trás-os-Montes, 1961, [disco].

Guerreiro (1976) Manuel Viegas Guerreiro, Guia de Recolha de Literatura Popular, Lisboa, Ministério da Educação e Investigação Científica, 1976.

Guerreiro (1978) Manuel Viegas Guerreiro, Para a História da Literatura Popular Portuguesa, Lisboa, ICALP, 1978.

Guerreiro (1981) Manuel Viegas Guerreiro, Pitões das Júnias. Esboço de Monografia Etnográfica, Lisboa, Serviço Nacional de Parques, Reservas e Património Paisagístico, 1981.

Guerreiro (1982) Manuel Viegas Guerreiro, Guia de Recolha de Literatura Popular, Lisboa, Instituto Português do Património Cultural, 1982.

Guerreiro (1983) Manuel Viegas Guerreiro, Para a História da Literatura Popular Portuguesa, 2ª ed., Lisboa, ICALP, 1983.

Guerreiro/Machado Guerreiro (1986) Manuel Viegas Guerreiro e António Machado Guerreiro, Literatura Popular do Distrito de Beja, Beja, Ministério da Educação e Cultura, Direcção-Geral da Educação de Adultos – Coorde-nação Distrital de Beja, 1986.

Hardung I (1877) Victor Eugenio Hardung, Romanceiro Portuguez, I, Leipzig, F. A. Brockhaus, 1877.

Hardung II (1877) Victor Eugenio Hardung, Romanceiro Portuguez, II, Leipzig, F. A. Brockhaus, 1877.

Inácio Pestana (1978) M. Inácio Pestana, Etnologia do Natal Alentejano, Portalegre, Edição da Assembleia Distrital, 1978.

Isabel de Oliveira (1990) Isabel de Oliveira, “Contos populares”, Rurália, I, 1990, pp. 83-89.

Isabel de Oliveira (1992) Isabel de Oliveira, “Romances populares”, Rurália, II, 1992, pp. 169-172.

João Diniz (1881) João Diniz, Novo Livro de Leitura para as Escolas Primárias de Portugal e Brazil, Porto, Na Typ. de A. J. da Silva Teixeira, s. d. [1881].

Joaquim Correia (1946) Joaquim Manuel Correia, Terras de Riba-Côa. Memórias sobre o Concelho do Sabugal, Lisboa, Edição da Federação dos Municípios da Beira-Serra, 1946.

Joaquim Lima (1943) Joaquim Alberto Pires de Lima, “Quatro romances populares”, Boletim Cultural, VI, 1943, pp. 237-261.

Joaquim Lima/Pires Lima (1943) Joaquim Alberto Pires de Lima e Fernando de Castro Pires de Lima, Contribuição para o Estudo do Romanceiro Minhoto, Porto, Portucalense Editora, 1943.

Jorge Dias (1953) Jorge Dias, Rio de Onor. Comunitarismo Agro-Pastoril, Porto, Instituto de Alta Cultura – Centro de Estudos de Etnologia Peninsular, 1953.

Jorge Dias (1981) Jorge Dias, Rio de Onor. Comunitarismo Agro-Pastoril, 2ª. ed., Lisboa, Editorial Presença, 1981.

Joyce (1939) António Avelino Joyce, “Àcêrca das canções populares de Monsanto e Paúl. IV”, Ocidente, IV, n.° 10, 1939, pp. 276-296.

Justina Miranda (1985) Justina Miranda, “Romance popular: D. Helena”, Brigantia, V, n.° 1, Janeiro-Março de 1985, p. 227.

Kundert (1962) Hans Kundert, “Romancerillo sanabrés”, Revista de Dialectología y Tradiciones Populares, XVIII, 1962, pp. 37-124.

Lacerda (1994) Francisco de Lacerda, Folclore da Madeira e Porto Santo, Introdução e fixação do texto por J. M. Bettencourt da Câmara, Lisboa, Edições Colibri, 1994.

Ladeiras (1994) Né Ladeiras, Traz-os-Montes, EMI, 1994 [CD].

Landolt (1917) Candido Landolt, As Pérolas do Minho. Linguagem e Tradições Populares, Póvoa de Varzim, Empreza da “Propaganda”, 1917.

Laurentiaux (1979) Daniel-Francis Laurentiaux, Folklore des Açores: Festas em Honra do Divino Espírito Santo, Mémoire présenté à l’ Université de la Sorbonne Nouvelle, Paris III, 1979.

Leça (1922) Armando Leça, Da Música Portuguesa, Lisboa, Lúmen, 1922.

Leça (1942) Armando Leça, Da Música Portuguesa, 2ª ed., Porto, Livraria Educação Nacional, 1942.

Leça (1951) Armando Leça, “Motivos ensoados pelo povo. Lavoura. II”, Estremadura. Boletim da Junta de Província, II série, XXVI-XXVIII, Janeiro – Dezembro de 1951, pp. 209-259.

Leça (1962) Armando Leça, “Motivos ensoados pelo povo. Folhinha. IX”, Boletim Cultural, Junta Distrital de Lisboa, série II, n.° 5, LVII-LVIII, Janeiro – Dezembro de 1962, p. 127.

Leite (1881) José Leite de Vasconcellos, Romances Populares Portuguezes, Barcellos, Typ. da Aurora do Cavado, 1881.

Leite (1881a) José Leite de Vasconcellos, Estudo etnographico a proposito da ornamentação dos jugos e cangas dos bois nas provincias portuguesas do Douro e Minho, sep. do Jornal da Agricultura, Porto, Empresa Editora do Jornal de Agricultura, 1881.

Leite (1882a) José Leite de Vasconcellos, Uma Excursão ao Soajo, Barcellos, Typographia do Tirocínio, 1882.

Leite (1882b) José Leite de Vasconcellos, “Um romance popular portuguez”, Folha de Braga, 10 de Setembro de 1882.

Leite (1882c) José Leite de Vasconcellos, “Versão portugueza do romance popular de Jean Renaud”, Romania, XI, 1882, pp. 585-586.

Leite (1883a) José Leite de Vasconcellos, “Romanceiro Popular de Portugal”, O Penafidelense, ano IV, n.° 607, 23/X/83.

Leite (1883b) José Leite de Vasconcellos, “Romanceiro Popular de Portugal”, O Penafidelense, ano IV, n.° 617, 27/XI/83.

Leite (1884-1885a) José Leite de Vasconcellos, “Dialectos Beirões. I. Lingoagem Popular de Monte Novo”, Revista de Estudos Livres, II, 1884-1885, pp. 81-91.

Leite (1884-1885b) José Leite de Vasconcellos, “Dialectos Beirões. V. Lingoagem Popular de Taboaço”, Revista de Estudos Livres, II, 1884-1885, pp. 424-436.

Leite (1886) José Leite de Vasconcellos, Romanceiro Portuguez, Biblioteca do Povo e das Escolas, n.° 121, Lisboa, David Corazzi, 1886.

Leite (1895a) José Leite de Vasconcellos, “Dialectos Populares Alentejanos”, Revista Lusitana, IV, 1895, pp. 13-40.

Leite (1895b) José Leite de Vasconcellos, “Manhaninha de S. João”, Revista do Minho, XI, n.° 11, 1895, pp. 86-87.

Leite (1896a) José Leite de Vasconcellos, “Romance popular de D. Carlos”, Revista Lusitana, IV, 1896, pp. 189-191.

Leite (1900) José Leite de Vasconcellos, “Secção Folk-lore. Romanceiro. D. Caetano e D. Carlos”, Correio Selecto, n.° 5, 17/8/1900, p. 58.

Leite (1900a)/Leite (1992) José Leite de Vasconcellos, Estudos de Philologia Mirandesa, I, Lisboa, Imprensa Nacional, 1900. Reedição facsimilada, Câmara Municipal de Miranda do Douro, 1992.

Leite (1906) José Leite de Vasconcellos, “Varias obras de 1903 a 1905. Historia do Fado”, Ensaios Ethnographicos, III, Lisboa, Imprensa-Lucas, 1906, pp. 350-358.

Leite (1907) José Leite de Vasconcellos, “Canções do berço”, Revista Lusitana, X, 1907, p. 13

Leite (1910) José Leite de Vasconcellos, “Versão portugueza do romance popular de Jean Renaud”, in Ensaios Ethnographicos, IV, Lisboa, Livraria Classica Editora, 1910, pp. 246-248.

Leite (1918) José Leite de Vasconcellos, “Ex-libris manuscritos”, Revista Lusitana, XXI, 1918, p.186.

Leite I (1927) José Leite de Vasconcellos, De Terra em Terra: Excursões arqueológico-etnográficas através de Portugal (Norte, Centro e Sul), 2 vols., Lisboa, Imprensa Nacional, 1927.

Leite (1928) José Leite de Vasconcellos, Opúsculos. II. Dialectologia (Parte I), Coimbra, Imprensa da Universidade, 1928.

Leite (1935a) José Leite de Vasconcellos, “Assuntos insulanos. II. Romanceiro da Madeira”, Revista Lusitana, XXVIII, 1935, pp. 164-192.

Leite (1935b) José Leite de Vasconcellos, “Romanceiro Português”, Cantos e Contos, ano I, 1ª série, n.° 2, 11 de Maio de 1935, p. 16.

Leite (1938) José Leite de Vasconcellos, Opúsculos. VII. Etnologia (Parte II), Lisboa, Imprensa Nacional de Lisboa, 1938.

Leite (1958) José Leite de Vasconcellos, Romanceiro Português, I, Coimbra, Por Ordem da Universidade, 1958.

Leite (1960) José Leite de Vasconcellos, Romanceiro Português, II, Coimbra, Por Ordem da Universidade, 1960.

Leite (1975) José Leite de Vasconcellos, Cancioneiro Popular Português, Coimbra, Por Ordem da Universidade, 1975.

Leite (1985) José Leite de Vasconcellos, Opúsculos. VI. Dialectologia (Parte II), Lisboa, Imprensa Nacional Casa da Moeda, 1985.

Lemos (1961-1962) Elsa Brunilde Lemos de Mendonça, “Ilha de São Jorge. Subsídio para o estudo da etnografia, linguagem e folclore regionais”, Boletim do Instituto Histórico da Ilha Terceira, XIX-XX, 1961-1962, pp. 1-347.

Lima (1914) Augusto César Pires de Lima, “Tradições populares de Santo Tirso”, Revista Lusitana, XVII, 1914, pp. 17-54 e 282-337.

Lima (1916) Augusto César Pires de Lima, “Tradições populares de Montalegre”, Revista dos Liceus, VIII, IX e X, Outubro, Novembro e Dezembro de 1916, pp. 38-57.

Lima (1917) Augusto César Pires de Lima, “Tradições populares de Santo Tirso”, Revista Lusitana, XX, 1917, pp. 5-39.

Lima (1924) Augusto César Pires de Lima, “Romances Tradicionais. A Devota da Ermida – Jesus Mendigo”, Lusa, IV, n.os 77-82, Julho – Dezembro 1924, pp. 126-127.

Lima (1948) Augusto César Pires de Lima, Estudos Etnográficos, Filológicos e Históricos, III, Porto, Junta de Província do Douro Litoral, 1948.

Lima (1949) Augusto César Pires de Lima, Estudos Etnográficos, Filológicos e Históricos, IV, Porto, Junta de Província do Douro Litoral, 1949.

Lima/Carneiro (194?) Augusto César Pires de Lima e Alexandre Lima Carneiro, Romanceiro Popular Português, Porto, Domingos Barreira, [194?].

Lima/Carneiro (1984) Augusto César Pires de Lima e Alexandre Lima Carneiro, Romanceiro Popular Português, 2ª ed., Porto, Domingos Barreira, 1984.

Livro 3ª Classe (s.d.) Anónimo, O Livro de Leitura da 3ª Classe, Lisboa, Ministério da Educação, s. d.

Loddo (1995) Daniel Loddo, Mirandun, Mirandela… Chants et musiques du Concelho de Miranda do Douro (Trás-os-Montes, Portugal), Cordes-sur-Ciel, Memoires Sonores, GEMP/La Talavera, 1995 [CD].

Lopes (1929a) Miranda Lopes, “A poesia do nosso povo (Subsidio para o Cancioneiro Trasmontano)”, Traz-os-Montes, 1929, n.° 108, p. 2.

Lopes (1929b) Miranda Lopes, “A poesia do nosso povo (Subsidio para o Cancioneiro Trasmontano)”, Traz-os-Montes, 1929, n.° 110, p. 2.

Lopes (1929c) Miranda Lopes, “A poesia do nosso povo (Subsidio para o Cancioneiro Trasmontano)”, Traz-os-Montes, 1929, n.° 111, p.3.

Lopes (1929e) Miranda Lopes, “A poesia do nosso povo (Subsidio para o Cancioneiro Trasmontano)”, Traz-os-Montes, 1929, n.° 116, p. 3.

Lopes (1929f) Miranda Lopes, “A poesia do nosso povo (Subsidio para o Cancioneiro Trasmontano)”, Traz-os-Montes, 1929, n.° 119, p. 3.

Lopes (1929g) Miranda Lopes, “A poesia do nosso povo (Subsidio para o Cancioneiro Trasmontano)”, Traz-os-Montes, 1929, n.° 124, p. 4.

Lopes (1930) Miranda Lopes, “A poesia do nosso povo (Subsidio para o Cancioneiro Trasmontano)”, Traz-os-Montes, 1930, n.° 129, p.3.

Lopes (1933) Miranda Lopes, “A poesia do nosso povo (Subsidio para o Cancioneiro Trasmontano)”, Traz-os-Montes, 1933, n.° 202, p. 2

Lopes Alves (1958) Joana Luísa Matos Ribeiro Lopes Alves, Linguagem dos Pescadores da Ericeira, Tese de Licenciatura, Lisboa, Faculdade de Letras, 1958.

Lopes Alves (1965) Joana [Luísa Matos Ribeiro] Lopes Alves, Linguagem dos Pescadores da Ericeira, Lisboa, Junta Distrital, 1965.

Lopes Dias (1937) Jaime Lopes Dias, O que a Nossa Gente Canta, Lisboa, Tôrres & Cª – Livraria Ferin, 1937.

Lopes Dias (1942) Jaime Lopes Dias, Etnografia da Beira, VI: Lendas e Romances, Costumes. Indústrias rurais. Crenças e Superstições. Linguagem, Lisboa, Torres & Cia., 1942.

Lopes Dias (1948) Jaime Lopes Dias, Etnografia da Beira, VII: Lendas, Contos, Romances, Costumes, Indústrias Regionais, Tradições, Crenças e Superstições, Lisboa, Torres & Cia., 1948.

Lopes Dias (1967a) Jaime Lopes Dias, Etnografia da Beira, V: Contos, Lendas, Romances, Mitos e Narrativas. Costumes. Teatro Popular. Vida Agrícola e Pastoril. Indústrias rurais. Tradições, Crenças e Superstições. Vária, 2ª ed., Lisboa, Livraria Ferin, 1967.

Lopes Dias (1967b) Jaime Lopes Dias, Etnografia da Beira, VI: Lendas, Romances, Mitos e Narrativas. Costumes. Teatro Popular. Vida Infantil. Vida Agrícola. Indústrias rurais. Crenças e Superstições. Linguagem, 2ª ed., Lisboa, Livraria Ferin, 1967.

Lopo (1890-1892a) Joaquim de Castro Lopo, “Valdevinos (Romance popular transmontano)”, Revista Lusitana, II, 1890-1892, pp. 80-81.

Lopo (1890-1892b) Joaquim de Castro Lopo, “Quem quiser viver alegre. Romance popular”, Revista Lusitana, II, 1890-1892, pp. 266-267.

Louro (1929)/Louro (1986) M. F. do Estanco Louro, O Livro de Alportel, Lisboa, Serviço de Publlicidade Agrícola do Ministério da Agricultura, 1929. Reedição facsimilada, S. Brás de Alportel, Câmara Municipal de S. Brás de Alportel, 1986.

Ludovice (1956) Licínia da Conceição Ludovice, “Subsídios para o estudo do Cancioneiro popular alenquerense. IV. A “diáfa” da azeitona”, Estremadura. Boletim da Junta de Província, IIª. série, XLI-XLIII, Janeiro-Dezembro de 1956, pp. 135-149.

Luís Chaves (1932) Luís Chaves, “Páginas Folclóricas: IV: Notas para o estudo da poesia popular portuguesa”, Revista Lusitana, XXX, 1932, pp. 129-186.

Luís Chaves (1940) Luís Chaves, Branca-Flor e Flôres. Romances das guerras com os Mouros. Versões trasmontanas (Notas folclóricas), Coimbra, Separata de O Instituto, 1940.

Luís Chaves (1940a) Luís Chaves, “Romances da Reconquista”, Revista de Guimarães, L, n.os 3-4, Julho-Dezembro de 1940, pp. 263-272.

Luís Chaves (1941) Luís Chaves, “Gerinaldo pagem del-rei tão querido (Romance franco-peninsular, de origem medieval e formas quinhentistas)”, Petrus Nonius, IV, n.os 3-4, 1941.

Luís Chaves (1942) Luís Chaves, “Nos domínios da etnografia e do folclore”, Ocidente, XVIII, n.° 54, 1942, pp. 228-231.

Luís Chaves (1943) Luís Chaves, “O ‘Ciclo dos descobrimentos’ na poesia popular do Brasil”, Brasília, II, 1943, pp. 81-157.

Luís Chaves (1948) Luís Chaves, “O romanceiro e o teatro popular do norte do Douro”, Biblos, XXIV, 1948, pp. 347-419.

Luís Chaves (1962) Luís Chaves, “Padrão de aferimento: a Nau Catrineta”, in AA. VV., A Arte Popular em Portugal, Lisboa, Verbo, 1962.

Luís Chaves (1965) Luís Chaves, “A colheita folclórica efectuada pelas Casas do Povo. Primeiros reflexos e primeiras notas”, Mensário das Casas do Povo, Ano XIX, n.° 223, Janeiro, 1965, pp. 4-5.

Luiz Aguiar (1910) Luiz Esteves d’ Aguiar “Folk-lore trasmontano”, Illustração Trasmontana, III, 1910, pp. 152, 193.

Luiz Ribeiro (1852) Luiz Ribeiro “Cantos populares de Portugal”, A Peninsula, I, Dezembro de 1852, pp. 545-547 e 561.

M. A. Vilhena (1995) M. Assunção Vilhena, Gentes da Beira Baixa. Aspectos Etnográficos do Concelho de Proença-a-Nova, Lisboa, Edições Colibri, 1995.

Machado (1991) João Homem Machado, O Folclore da Ilha do Pico, Horta, Núcleo Cultural da Horta, 1991.

Manuel Alvar (1971) Manuel Alvar, Romancero viejo y tradicional, México, D. F., Editorial Porrúa, 1971.

Margarida Martins (1989) Margarida Maria Martins, “O dialecto mirandês na poesia”, Brigantia, IX, n.os 3-4, Julho-Dezembro de 1989, p. 194.

Mariscal (1984-1985) La Muerte Ocultada, Romancero tradicional de las lenguas hispánicas (Español-portugués-catalán-sefardi). Colección de textos y notas de María Goyri y Ramón Menéndez Pidal, editada por Diego Catalán, vol. XII, edición y estudio de Beatriz Mariscal de Rhett, Madrid, Cátedra Seminario Menéndez Pidal – Gredos, 1984-1985.

Marques (1982) José Joaquim Dias Marques, “Sobre um tipo de versões do romance de Delgadinha”, Quaderni Portoghesi, XI-XII, Primavera-Outono, 1982, pp. 195-225.

Marques (1984) José Joaquim Dias Marques, “Romances dos concelhos de Bragança e de Vinhais”, Brigantia, IV, n.° 4, Outubro?Dezembro, 1984, pp. 527-550.

Marques (1985a) José Joaquim Dias Marques, “Romances dos concelhos de Bragança e Vinhais”, Brigantia, V, n.° 1, Janeiro-Março de 1985, pp. 43-62.

Marques (1985b) José Joaquim Dias Marques, “O Abade de Baçal e o Romanceiro”, Brigantia, V, n.os 2-4, Abril-Junho de 1985, pp. 637-657.

Marques (1987) José Joaquim Dias Marques, “Romances dos concelhos de Bragança e Vinhais”, Brigantia, VII, n.os 1-2, Janeiro-Junho de 1987, pp. 1-26.

Marques (1989) José Joaquim Dias Marques, “Imagens e sons do romanceiro português” in Pedro Piñeiro et alii (org.), El Romancero. Tradición y pervivencia a fines del siglo XX, Actas del IV Coloquio Internacional del Romancero, Sevilha e Cádiz, Fundación Machado – Universidad de Cádiz, 1989, pp. 381?398.

Marques (1989a) José Joaquim Dias Marques, “Romances tradicionais do concelho de Loures”, Revista da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, IV, 1989, pp. 79-98.

Marques (1992a) José Joaquim Dias Marques, “O Veneno de Moriana com final madeirense em Trás-os-Montes”, Brigantia, XII, n.° 3, Julho-Setembro de 1992, pp.51-73.

Marques (1992b) José Joaquim Dias Marques, “O Veneno de Moriana com final madeirense em Trás-os-Montes” in Manuel Viegas Guerreiro (org.), Literatura Popular Portuguesa. Teoria da Literatura Oral / Tradicional /Popular, Lisboa, ACARTE, Fundação Calouste Gulbenkian, 1992, pp. 303-338.

Marques (1993) José Joaquim Dias Marques, Romances tradicionais do concelho de Loures, Separata de Etnografia da Região Saloia. A Terra e o Homem, Sintra, Instituto de Sintra, 1993.

Marques (1996) José Joaquim Dias Marques, “ ‘E acabou tudo em bem’. Sobre uma versão algarvia do romance de Delgadinha”, ELO, II, 1996, 157-176.

Marques (1999) José Joaquim Dias Marques, “Subsídios para o estudo do método editorial de Estácio da Veiga no Romanceiro do Algarve” in Gabriela Funk (ed.), Actas do 1.° Encontro sobre Cultura Popular, Ponta Delgada, Universidade dos Açores, pp. 267-297.

Marques/Brunetto (1992) José Joaquim Dias Marques e Walter Brunetto, “O Romanceiro e as Cantigas da Segada”, in Beatriz Garza Cuarón e Yvette Jiménez de Báeza, (orgs.) Estudios de Folklore y Literatura dedicados a Mercedes Díaz Roig, México, El Colegio de México, 1992, pp. 171-208.

Marques/Cardigos (1996) Anónimo, “Cancioneiro” in AA. VV., Algarve. Tradições Musicais, II, Faro, Grupo Musical de Santa Maria/São Brás de Alportel, Casa de Cultura António Bentes, 1996, p. 126.

Marques/Silva (1984-1985) José Joaquim Dias Marques e Maria Angélica Reis da Silva, “Para o romanceiro português”, Revista Lusitana, Nova Série, V, 1984-1985, pp. 73-133.

Marques/Silva (1987) José Joaquim Dias Marques e Maria Angélica Reis da Silva, “Para o romanceiro português”, Revista Lusitana, Nova Série, VIII, 1987, pp. 105-176.

Martins (1928)/Martins (1987) Firmino A. Martins, Folklore do Concelho de Vinhais, I, Coimbra, Imprensa da Universidade, 1928. Reedição facsimilada, Vinhais, Edição da Câmara Municipal, 1987.

Martins (1938)/Martins (1987) Firmino A. Martins, Folklore do Concelho de Vinhais, II, Coimbra, Imprensa da Universidade, 1938. Reedição facsimilada, Vinhais, Edição da Câmara Municipal, 1987.

Martha/Pinto (1910) M. Cardoso Martha e Augusto Pinto, Folclóre do Concelho da Figueira da Foz, I, Espozende, Typ. José da Silva Vieira, 1910.

Marto (1908) C. Marto [Cardoso Martha?] “Lendas e Tradições. VII. O príncipe e a donzella”, Revista do Minho, XVII, 1908, pp. 27-29.

Marvão (1955) Pe. António Marvão, Cancioneiro Alentejano, Beringel, Ed. do Autor, 1955.

Matos (1993) Albano Mendes de Matos, “Subsídios para o estudo da literatura popular na região saloia” in AA.VV., Etnografia da Região Saloia. A Terra e o Homem, Sintra, Instituto de Sintra, 1993, pp. 101-131.

Mendonça (1911) Maria Angelica Furtado de Mendonça, “Romances populares da Beira Baixa”, Revista Lusitana, XIV, 1911, pp. 1-35.

Mendonça Dias (1922) Urbano de Mendonça Dias, “Canções” in A Vila,Vol. V, Vila Franca do Campo, 1922, pp. 103-146.

Mendonça Soares (1998) Maria Isabel de Mendonça Soares (compil.), O Mar na Cultura Popular Portuguesa, Lisboa, Terramar, 1998.

Menéndez Pelayo (1900a) Marcelino Menéndez Pelayo, “Romances populares recogidos de la tradición oral” in Antología de poetas líricos castellanos, X, Madrid, Perlado, Páez y Ca., 1900.

Menéndez Pelayo (1945) Marcelino Menéndez Pelayo, “Romances populares recogidos de la tradición oral” in Antología de poetas líricos castellanos, 2ª ed., vol. IX, Edición nacional de las obras completas de Menéndez Pelayo, XXV, Santander, CSIC, 1945.

Menéndez Pidal (1926) Ramón Menéndez Pidal, Floresta de Leyendas Heroicas Españolas. Rodrigo, el ultimo Godo, vol. II, Madrid, La Lectura, 1926.

Menéndez Pidal (1957) Ramón Menéndez Pidal, “A propósito del ‘Romanceiro Português’ de J. Leite de Vasconcelos” in AA. VV., Actas do III Colóquio Internacional de Estudos Luso-Brasileiros, I, Lisboa, 1957, pp. 493-499.

Menéndez Pidal (1958) Ramón Menéndez Pidal, “A propósito del ‘Romanceiro Português’ de J. Leite de Vasconcellos” in J. Leite de Vasconcellos, Romanceiro Português, I, Coimbra, Por Ordem da Universidade, 1958, pp. XI-XXI.

Micaela Soares (1975) Maria Micaela R. T. Soares, O Povo da Lezíria e a Literatura Oral, separata do Boletim Cultural da Junta Distrital de Lisboa, IIIª. série, LXXXI, 1975.

Micaela Soares (1993) Maria Micaela Soares, “Literatura saloia” in AA.VV., Etnografia da Região Saloia. A Terra e o Homem, Sintra, Instituto de Sintra, 1993, pp. 33-99.

Michaëlis (1890-1892) Carolina Michaëlis de Vasconcellos, “Estudos sôbre o romanceiro peninsular: Romances velhos em Portugal”, Revista Lusitana, II, 1890-1892, pp. 156-179, 193-240.

Michaëlis (1910) Carolina Michaëlis de Vasconcellos, As Cem Melhores Poesias (Líricas) da Língua Portuguesa, Lisboa, Ferreira Limitada, 1910.

Miguel de Oliveira (1924) Pe. Miguel de Oliveira, “Romances, lendas e orações”, A Época, 12/12/1924, p. 3.

Miguel de Oliveira (1981) Pe. Miguel de Oliveira, Válega. Memória Histórica e Descritiva, Ovar, Edição da Câmara Municipal de Ovar, 1981.

Millet (1992) Victor Millet, Waltharius-Gaiferos, Frankfurt, Berlim, Berna, Nova Iorque, Paris, Viena, Peter Lang, 1992.

Millet (1998) Victor Millet, Épica Germánica y Tradiciones Épicas Hispánicas: Waltharius y Gaiferos (La leyenda de Walther de Aquitania y su relación con el romance de Gaiferos), Madrid, Gredos, 1998.

Miranda (1981) Celeste da Nazaré F. Miranda, “Romances populares”, Brigantia, I, n.° 2, Julho-Setembro de 1981, pp. 153-154.

Monteiro (1969) Armando Monteiro, Pedras de Santa Maria, Ponta Delgada, Colecção Arquipélago, 1969.

Moraes Ferreira (1898) Albino J. Moraes Ferreira, Dialecto Mirandez, Lisboa, Imp. Libanio da Silva, 1898.

Morais Machado (1952) Casimiro de Morais Machado, “Subsídios para a história de Mogadouro: Os marranos de Vilarinho de Galegos (Notícia prévia)”, Douro Litoral, V Série, I, 1952, pp. 17-49.

Morais Machado (1998) Casimiro de Morais Machado, Mogadouro. Um Olhar sobre o Passado, Porto, Herdeiros de C. H. M. M., 1998.

Motta Machado (1959) Mirian Therezinha de Motta Machado, Palavras e Coisas numa Aldeia de Trás-os-Montes (Felgar), Relatório apresentado no Instituto de Alta Cultura, Lisboa, 1959.

Moura (1992) José Carlos Duarte Moura (org.), Contos, Mitos e Lendas da Beira, Castelo Branco, Associação Nacional de Professores, 1992.

Moura (1996) José Carlos Duarte Moura (org.), Contos, Mitos e Lendas da Beira, Coimbra, A Mar Arte, 1996.

Mourinho (1969) António Mourinho,”Contribuição para o Rimanceiro mirandês”, Trabalhos de Antropologia e Etnologia, XXI, 1969, pp. 243-266.

Mourinho (1984) António Maria Mourinho, Cancioneiro Tradicional Mirandez, I, Bragança, Escola Tipográfica de Bragança, 1984.

Mourinho (1987) António Maria Mourinho, Cancioneiro Tradicional Mirandez, II, Bragança, Escola Tipográfica de Bragança, 1987.

Nascimento (1982) Bráulio do Nascimento, “«Conde Claros» na tradição portuguesa”, Quaderni Portoghesi, XI-XII, Primavera-Outono, 1982, pp.139-187.

Neves (1959) Edite da Silva Neves, Penedono. Estudo Linguístico e Etnográfico, Tese de Licenciatura, Lisboa, Faculdade de Letras, 1959.

Neves/Campos (1893) Cesar das Neves e Gualdino de Campos, Cancioneiro de Musicas Populares, I, Porto, Typographia Occidental, 1893.

Neves/Campos (1895) Cesar das Neves e Gualdino de Campos, Cancioneiro de Musicas Populares, II, Porto, Cesar, Campos & Co., 1895.

Neves/Campos (1898) Cesar das Neves e Gualdino de Campos, Cancioneiro de Musicas Populares, III, Porto, Cesar, Campos & Co., 1898.

Novas (1998) AA. VV., Novas vos trago, Tradisom, 1998 [CD].

Nunes (1900-1901) José Joaquim Nunes, “Subsídios para o Romanceiro português (Tradição popular do Algarve)”, Revista Lusitana, VI, 1900-1901, pp. 151-188.

Nunes (1902) José Joaquim Nunes, “Dialectos algarvios”, Revista Lusitana, VII, 1902, pp. 33-55.

Nunes (1928) José Joaquim Nunes, “Duas novas variantes do romance A Silvaninha” Portucale, I, n.° 5, 1928, pp. 225-232.

Nunes (1930) José Joaquim Nunes, “Romanceiro português” in História da Literatura Portuguesa Ilustrada publicada sob a direcção de Albino Forjaz de Sampaio, II, Paris-Lisboa, Aillaud e Bertrand, s.d. [1930], pp. 251-284.

Oliveira (1898) Francisco Xavier d’ Athaide Oliveira, As Mouras Encantadas e os Encantamentos no Algarve, com algumas notas elucidativas, Tavira, Typographia Burocratica, 1898.

Oliveira (1905)/Oliveira (198?) Francisco Xavier d’ Athaide Oliveira, Romanceiro e Cancioneiro do Algarve (Lição de Loulé), Porto, Typographia Universal, 1905. Reedição facsimilada, Faro, Algarve em Foco Editora, [198?].

Oliveira (1907)/Oliveira (198?) Francisco Xavier d’ Athaide Oliveira, Monografia de Alvor, Porto, Typographia Universal (a vapor), 1907. Reedição facsimilada, Faro, Algarve em Foco Editora, [198?].

Oliveira (1908)/Oliveira (198?) Francisco Xavier d’ Athaide Oliveira, Monografia do Concelho de Vila Real de Santo António, Porto, Livraria Figueirinhas, 1908. Reedição facsimilada, Faro, Algarve em Foco Editora, [198?].

Oliveira (1909)/Oliveira (198?) Francisco Xavier d’ Athaide Oliveira, Monografia de S. Bartolomeu de Messines, Porto, Livraria Figueirinhas, 1909. Reedição facsimilada, Faro, Algarve em Foco Editora, [198?].

Oliveira (1910)/Oliveira (198?) Francisco Xavier d’ Athaide Oliveira, Monografia de Paderna ou Paderne, Porto, Livraria Portuense de Lopes & Ca. – Sucessor, 1910. Reedição facsimilada, Faro, Algarve em Foco Editora, [198?].

Oliveira (1911)/Oliveira (198?) Francisco Xavier d’ Athaide Oliveira, Monografia de Estombar. Concelho de Lagôa, Porto, Tipografia Universal (a vapor), 1911. Reedição facsimilada, Faro, Algarve em Foco Editora, [198?].

Oliveira (1912)/Oliveira (198?) Francisco Xavier d’ Athaide Oliveira, Monografia de Porches. Concelho de Lagôa, Porto, Tipografia Universal (a vapor), 1912. Reedição facsimilada, Faro, Algarve em Foco Editora, [198?].

Oliveira (1913)/Oliveira (198?) Francisco Xavier d’ Athaide Oliveira, Monografia da Luz de Tavira, Porto, Empresa Gráfica “A Universal”, 1913. Reedição facsimilada, Faro, Algarve em Foco Editora, [198?].

Oliveira (1914)/Oliveira (198?) Francisco Xavier d’ Athaide Oliveira, Monografia de Estoi (A Vetusta Ossonoba), Porto, Companhia Portuguesa Editora, 1914. Reedição facsimilada, Faro, Algarve em Foco Editora, [198?].

Oliveira (1916) “Contos, lendas e tradições algarvias. As mouras encantadas (ineditos de Ataíde Oliveira)”, Alma Nova, 1916, n.° 15, pp. 41-42.

Pacheco (1985) Helder Pacheco, Tradições Populares do Porto, 2ª ed., Lisboa, Presença, 1985.

Pacheco (1991) Helder Pacheco, Tradições Populares do Porto, 3ª ed., Lisboa, Presença, 1991.

Paixão (1966) Hirondino da Paixão Fernandes, O Folclore do Parâmio, Bragança, Junta Distrital de Bragança, 1966.

Palma (1967) Branca Marília Seixal Palma, O Falar dos Pescadores de Olhão, Tese de Licenciatura, Lisboa, Faculdade de Letras, 1967.

Parente (1957) Dias Parente, “A Lenda do Divino Senhor de S. Vicente”, Mensário das Casas do Povo, Ano XII, n.° 138, Dezembro, 1957, pp. 4-5.

Parente (1958) Dias Parente, “A menina do arvoredo”, Mensário das Casas do Povo, Ano XIII, n.° 149, Novembro, 1958, pp. 2-3.

Parra (1990) Maria Natércia Parra, “Romance popular: Branca Flor”, Brigantia, X, n.os 1-2, Janeiro-Junho de 1990, p. 90.

Paulo (1956) Amilcar Paulo, Os Marranos em Trás-os-Montes (Reminiscências judio-portuguesas), Porto, Separata de Douro-Litoral, 1956.

Paulo (1969) Amilcar Paulo, Romanceiro criptojudaico: Subsídios para o estudo de folclore marrano, Bragança, Escola Tipográfica, 1969.

Paulo (1970?) Amilcar Paulo, Os Criptojudeus, Porto, Livraria Athena, s. d. [1970?].

Paulo (1985) Amilcar Paulo, Os Judeus Secretos em Portugal, s. l., Editorial Labirinto, 1985.

Paulo Lima (1994) Paulo Lima (org.), Algum dia aprendi..., s. l., Associação Museu d’ Aldeia de Vera Cruz, 1994.

Pavão (1985) José de Almeida Pavão Jr., Armando Cortes-Rodrigues. O Homem e o Etnógrafo, Vila Franca do Campo, Editorial Ilha Nova, 1985.

Pedroso (1895) Zófimo Consiglieri Pedroso, “O rei Traquilha”, Revista Lusitana, III, 1895, pp. 370-371.

Pedroso (1902) Zófimo Consiglieri Pedroso, “Poesias populares portuguesas”, Révue Hispanique, IX, 1902, pp. 455-467.

Pedroso (1988) Zófimo Consiglieri Pedroso, Contribuições para uma Mitologia Popular Portuguesa e Outros Escritos Etnográficos, prefácio, organização e notas de João Leal, Lisboa, Publicações Dom Quixote, 1988, pp. 373-385.

Peixoto (1968) Maria Ermelinda Peixoto, Germil. Notas Etnográficas e Linguagem, Tese de Licenciatura, Lisboa, Faculdade de Letras, 1968.

Pereira (1970) Maria Fernanda Afonso Alves Pereira, O Falar de Soajo, Tese de Licenciatura, Lisboa, Faculdade de Letras, 1970.

Pereira da Cunha (1844) A. Pereira da Cunha, “O Governo nas mãos do villão. Memoria do seculo passado”, Revista Universal Lisbonense, III, 1844, p. 329.

Pereira Monteiro (1944) A. Pereira Monteiro, “Tradições populares de Marco de Canavezes”, Douro-Litoral, IIª. série, I, 1944, pp. 71-75.

Pereira Neves (1993) Vitor M. L. Pereira Neves, Três Jóias Esquecidas. Marialva, Linhares e Castelo Mendo, Edição de Autor, 1993.

Perfeito (1959) Abílio Alves Perfeito, “Romances populares (versões ainda hoje existentes na Beira Alta)”, Labor, III série, ano XXIII, n.° 184, Abril de 1959, pp 439-442.

Pestana (1965) Eduardo Antonino Pestana, Ilha da Madeira, I: Folclore madeirense, Funchal, Câmara Municipal do Funchal, 1965.

Pimentel (1899) Alberto Pimentel, História do Culto de Nossa Senhora em Portugal, Lisboa, Guimarães, Libanio e Cia., 1899.

Pires (1884) António Thomaz Pires, “Miscellanea Folk-lorica”, O Elvense,n.° 379, 18-IX-1884.

Pires (1885a) António Thomaz Pires, “Miscellanea Folk-lorica”, O Elvense,n.° 451, 28-V-1885.

Pires (1885b) António Thomaz Pires, “Miscellanea Folk-lorica”, O Elvense,n.° 452, 31-V-1885.

Pires (1885c) António Thomaz Pires, “Miscellanea Folk-lorica”, O Elvense,n.° 453, 4-VI-1885.

Pires (1885d) António Thomaz Pires, “Miscellanea Folk-lorica”, O Elvense,n.° 455, 11-VI-1885.

Pires (1885e) António Thomaz Pires, “Miscellanea Folk-lorica”, O Elvense,n.° 457, 18-VI-1885.

Pires (1885f) António Thomaz Pires, “Miscellanea Folk-lorica”, O Elvense,n.° 458, 21-VI-1885.

Pires (1885g) António Thomaz Pires, “Miscellanea Folk-lorica”, O Elvense,n.° 459, 24-VI-1885.

Pires (1885h) António Thomaz Pires, “Miscellanea Folk-lorica”, O Elvense, n.° 463, 9-VII-1885.

Pires (1885i) António Thomaz Pires, “Miscellanea Folk-lorica”, O Elvense,n.° 464, 12-VII-1885.

Pires (1885j) António Thomaz Pires, “Miscellanea Folk-lorica”, O Elvense,n.° 466, 19-VII-1885.

Pires (1885l) António Thomaz Pires, “Miscellanea Folk-lorica”, O Elvense,n.° 470, 2-VIII-1885.

Pires (1885m) António Thomaz Pires, “Miscellanea Folk-lorica”, O Elvense, n.° 474, 15-VIII-1885.

Pires (1885n) António Thomaz Pires, “Miscellanea Folk-lorica”, O Elvense, n.° 481, 10-IX-1885.

Pires (1897) António Thomaz Pires, “Trovas alentejanas”, Revista do Minho, XII, n.° 14, 15-III-1897, pp. 105-112.

Pires (1898) António Thomaz Pires, “Trovas alentejanas”, Revista do Minho, XIII, n.° 7, 4-III-1898, pp. 49-56.

Pires (1899)/Pires (1982) António Thomaz Pires, “Lendas & Romances (recolhidos da tradição oral na província do Alentejo)”, A Tradição, I, 1899, pp. 71-74, 93-94, 119, 157, 182-184. Reedição facsimilada, Serpa, Edição da Câmara Municipal, 1982.

Pires (1900)/Pires (1982) António Thomaz Pires, “Lendas & Romances (recolhidos da tradição oral na província do Alentejo)”, A Tradição, II, 1900, pp. 28-29, 106-107. Reedição facsimilada, Serpa, Edição da Câmara Municipal, 1982.

Pires (1900-1901a) António Thomaz Pires, “Miscellanea folk-lorica”, Revista do Minho, XV, n.os 11-17, 22, 23, 25-30, 1900-1901, pp. 84-101, 105-112, 117-136, 172-182 [184] , 193 [195] – 238 [240].

Pires (1900-1901b) António Thomaz Pires, “Romance do Cego (Quatro versões)”, Revista Lusitana, VI, 1900-1901, pp. 226-229.

Pires (1901)/Pires (1982) António Thomaz Pires, “Lendas & Romances (recolhidos da tradição oral na província do Alentejo)”, A Tradição, III, 1901, pp. 42-44, 91-92, 143-144, 148-150, 166,169. Reedição facsimilada, Serpa, Edição da Câmara Municipal, 1982.

Pires (1902)/Pires (1982) António Thomaz Pires, “Lendas & romances (recolhidos da tradição oral na província do Alentejo)”, A Tradição, IV, 1902, pp. 14-15, 32, 38-41, 58-60, 75-76, 90-92, 110-112, 127-128, 143-144, 159-160, 176. Reedição facsimilada, Serpa, Edição da Câmara Municipal, 1982.

Pires (1903-1905) António Thomaz Pires, “Tradições poéticas de Entre-Douro-e-Minho”, Revista Lusitana, VIII, 1903-1905, pp. 215-220.

Pires (1920) António Thomaz Pires, Lendas e Romances (recolhidos da tradição oral na província do Alentejo), Elvas, Antonio José Torres de Carvalho, 1920.

Pires (1937) António Thomaz Pires, Rimas e Jogos Colligidas no Concelho d’Elvas, Elvas, Tipografia Progresso de Ernesto Augusto Alves e Almeida, 1937.

Pires (1986) António Thomaz Pires, Lendas e Romances (recolhidos da tradição oral na província do Alentejo), 2ª. ed., Lisboa, Editorial Presença, 1986.

Pires Lima (1953) Fernando de Castro Pires de Lima, “O Folclore como método de ensino”, Mensário das Casa do Povo, Ano VIII, n.° 86, Agosto de 1953, p. 3.

Pires Lima (1954) Fernando de Castro Pires de Lima, “Nau Catrineta”: Ensaio de interpretação histórica, Porto, Portucalense Editora, 1954.

Pires Lima (1958) Fernando de Castro Pires de Lima, A Mulher Vestida de Homem. Contribuição para o estudo do romance “A donzela que vai à guerra”, Lisboa, Fundação Nacional para a Alegria no Trabalho, 1958.

Pires Lima (1959) Fernando de Castro Pires de Lima, Romanceiro, Selecção e Prefácio de, Lisboa, Fundação Nacional para a Alegria no Trabalho, 1959.

Pombinho (1951) J. A. Pombinho Júnior, “Forma popular da parábola ‘O mau rico e o pobre Lázaro’”, Almanaque Alentejano, XIII, 1951, p. 159.

Pombinho (1958) Pombinho, “Rimances, contos e lendas populares de Portel”, Alto Alentejo, III, 1958, pp. 121-149.

Porto da Cruz (1934) Visconde do Porto da Cruz, Trovas e Cantigas Madeirenses, Lisboa, 1934.

Porto da Cruz (1949) Visconde do Porto da Cruz, Notas & Comentários para a História Literária da Madeira, I, Funchal, 1949.

Porto da Cruz (1954) Visconde do Porto da Cruz, Trovas e Cantigas do Arquipélago da Madeira, Aveiro, Ed. do Autor, 1954.

Porto da Cruz (1955) Visconde do Porto da Cruz, Folclore Madeirense, Funchal, Edição da Câmara Municipal do Funchal, 1955.

Porto da Cruz (1960) Visconde do Porto da Cruz, “Versos trovas e cantigas do Arquipélago da Madeira”, Signo, II série, XXI-XXII, 1960, pp. 99-108.

Prado Coelho (1946) António Diogo do Prado Coelho, O Romance popular português na obra de Teófilo Braga, Lisboa, Gomes de Carvalho, 1946.

Prado Coelho (1962) António Diogo do Prado Coelho, O ‘Romanceiro’ de Garrett, 2ª ed., Lisboa, Livraria Clássica Editora, 1962.

Purcell (1968) Joanne Burlingame Purcell, Portuguese Traditional Ballads from California, Tese de Mestrado, Los Angeles, University of California, 1968.

Purcell (1969a) Joanne Burlingame Purcell, “Traditional Ballads Among the Portuguese in California, Western Folklore, XXVIII, n.° 1, Janeiro de 1969, pp. 1-19.

Purcell (1969b) Joanne Burlingame Purcell, “Traditional Ballads Among the Portuguese in California, Western Folklore, XXVIII, n.° 2, Abril de 1969, pp. 77-90.

Purcell (1976a) Joanne Burlingame Purcell, “Recently Collected Ballad Fragments on the Death of Don Fernando I” in Joanne B. Purcell, Samuel G. Armistead, Eduardo Mayone Dias e Joanne E. March (orgs.), Portuguese and Brazilian Oral Traditions in Verse Form / As Tradições Orais Portuguesas e Brasileiras em Verso, Los Angeles, University of Southern California, 1976, pp. 158-167.

Purcell (1976b) Joanne Burlingame Purcell, The ‘Cantar de la muerte del rey don Fernando’ in Modern Oral Tradition: Its Relationship to Sixteenth-Century ‘Romances’ and Medieval Chronicle Prosifications, Tese de Doutoramento, Los Angeles, University of California, 1976, pp. 12-13.

Purcell (1987) Joanne B. Purcell, Novo Romanceiro Português das Ilhas Atlânticas, I, org. de Isabel Rodríguez-García com a colaboração de João das Pedras Saramago, Madrid, Seminario Menéndez Pidal, 1987.

Quental (1883) Antero de Quental, Thesouro Poetico da Infancia, Porto, Ernesto Chardron Editor, 1883.

Quental (1983) Antero de Quental, Tesouro Poético da Infância, 2ª. ed., Porto, Lello & Irmão – Editores, 1983.

Quental (1996) Antero de Quental, Tesouro Poético da Infância, 3ª. ed., Sintra, Colares Editora, 1996.

Quillinan (1853) Edward Quillinan, Poems, Londres, Edward Moixon, 1853.

Ratinho (1959) Maria Filipa Mariano Ratinho, Monte Gordo. Estudo Etnográfico e Linguístico, Tese de Licenciatura, Lisboa, Faculdade de Letras, 1959.

Rebelo (1964) Pe. Joaquim Manuel Rebelo, “Achega para o estudo do Romanceiro de Trás-os-Montes e Alto Douro”, Revista de Etnografia, III, n.° 1, 1964, pp. 115-137.

Rebelo (1975) Pe. Joaquim Manuel Rebelo, “Achega para o estudo do Romanceiro de Trás-os-Montes e Alto Douro”, 2ª. ed., Trabalhos de Antropologia e Etnologia, Porto, 1975, pp. 545-558.

Rebelo (1995) Pe. Joaquim Manuel Rebelo, A Terra Transmontana e Alto Duriense. Notas Etnográficas, Torre de Moncorvo, Câmara Municipal de Torre de Moncorvo, 1995.

Recolhas Etnográficas (1989) Recolhas Etnográficas, Vila Real, Câmara Municipal de Vila Real, 1989.

Redol (1964) Alves Redol e Fernando Lopes Graça, Romanceiro Geral do Povo Português, Lisboa, Iniciativas Editoriais, 1964.

Rego (1942) Pe. António da Silva Rego, Dialecto Português de Malaca, Lisboa, Agência Geral das Colónias, 1942.

Rego (1998) Pe. António da Silva Rego, Dialecto Português de Malaca, 2ª ed., Lisboa, Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, 1998.

Reinas (1957) Maria Augusta da Fonseca Monteiro Reinas, Nave de Haver e Almedilha, Tese de Licenciatura, Lisboa, Faculdade de Letras, 1957.

Resende (1961) Maria Ângela Leotte Resende, Canhas e Câmara de Lobos – Estudo Etnográfico e Linguístico, Tese de Licenciatura, Lisboa, Faculdade de Letras, Lisboa, 1961.

Revista do Minho (1894a) Anónimo, “Folk-lore portuguez. IX”, Revista do Minho, n.° 21, 1894, pp. 174-176.

Revista do Minho (1894b) Anónimo, “Folk-lore portuguez. X”, Revista do Minho, n.° 21, 1894, pp. 176-177.

Revista do Minho (1894c) [José Leite de Vasconcellos?], “Folk-lore portuguez. XI”, Revista do Minho, n.° 21, 1894, pp. 178-180.

Revista do Minho (1894d) Anónimo ,“Folk-lore portuguez. XII”, Revista do Minho, n.° 21, 1894, pp. 180-182.

Revista do Minho (1895) Anónimo, “Guimar”, Revista do Minho, XI, 1895, pp. 129-132.

Revista do Minho (1900-1901) Anónimo, “Dom Beltrão”, Revista do Minho, XV, n.° 15, 1900-1901, pp. 113-118.

Revista do Minho (1902-1903a) [José Leite de Vasconcellos?], “Romanceiro, D. Caetano e D. Carlos”, Revista do Minho, XVI, 1902-1903, pp. 68-69.

Revista do Minho (1902-1903b) [José Leite de Vasconcellos?], “Romanceiro, D. Caetano e D. Carlos (versão de Paredes)”, Revista do Minho, XVI, 1902-1903, pp. 69-71.

Revista do Minho (1902-1903c) [José Leite de Vasconcellos?], “Romanceiro, D. Caetano e D. Carlos”, Revista do Minho, XVI, 1902-1903, pp. 71-72.

Revista do Minho (1912) A. da S. [Armando da Silva?], “O Romance de Santa Iria”, Revista do Minho, XX, 1912, pp. 79-83.

Ribeiro (1963) Margarida Ribeiro, Estudos sobre a Aldeia da Glória. Salvaterra de Magos. Literatura Tradicional, separata da Revista de Portugal, Série A: Língua Portuguesa, XXVIII, 1963.

Ribeiro da Cunha (1996) Arlindo de Magalhães Ribeiro da Cunha, “A devoção popular a Santiago de Compostela em Portugal”, Brigantia, XVII, n.os 3-4, Maio/Dezembro de 1996, pp. 77-114.

Rodrigues (1907) Daniel Rodrigues, “Romanzas (complemento ao Romanceiro)”, O Instituto, LIV, 1907, pp. 371-382.

Rodrigues (1908) Daniel Rodrigues, “Folk-lore trasmontano”, Illustração Trasmontana, I, 1908, pp. 40, 53, 187.

Rodrigues (1933) Daniel Rodrigues, Romanzas, Pastorelas e Cantigas de Amor, Aveiro, Gráfica Aveirense Ltd., 1933.

Rodrigues (1973)/Rodrigues (1981) Daniel Rodrigues, O Riodonorense. Lendas. Folclore, Bragança, Junta Distrital de Bragança, 1973. Reedição facsimilada, Bragança, Edição da Assembleia Distrital, 1981.

Rosado (1993) Fátima Rosado (org), Tradição Oral Algarvia. 1. Poesia recolhida na freguesia de Querença, Faro, Secretaria de Estado da Cultura – Direcção Regional do Algarve e Universidade do Algarve, 1993.

Salvado (1985) António Salvado, “A poesia popular da Beira Baixa”, Adufe. Revista de Etnografia, n.° 2, Janeiro de 1985, pp. 25-40.

Sampaio (1940)/Sampaio (1944)/Sampaio (1986) Gonçalo Sampaio, Cancioneiro Minhoto, Porto, Instituto para a Alta Cultura, 1940. Reedição facsimilada, Porto, Livraria Educação Nacional, 1944; 2ª reedição facsimilada, Braga, Grupo Folclórico Dr. Gonçalo Sampaio, 1986.

Sánchez Romeralo (1978) Romancero rústico, Romancero tradicional de las lenguas hispánicas (Español-portugués-catalán-sefardi). Colección de textos y notas de María Goyri y Ramón Menéndez Pidal, editada por Diego Catalán, vol. IX, org. de Antonio Sánchez Romeralo, com a colaboração de Ana Valenciano, Teresa Lee, Anna Marie Taylor, Soledad Martínez de Pinillos, Alicia Bora de Benito, Paloma Montero e Antonio Carreira, Madrid, Cátedra Seminario Menéndez Pidal – Gredos, 1978.

Sancho/Lameira/Jerónimo (1996) Anónimo [Recolha de E. Sancho, F. Lameira e R. Jerónimo], “Cancioneiro” in AA. VV., Algarve. Tradições Musicais, II, Faro – S. Brás de Alportel, Grupo Musical de Santa Maria – Casa de Cultura António Bentes, 1996, pp. 127 e 132.

Santos (1958) Artur Santos, O Folclore Musical nas Ilhas dos Açores. Antologia Sonora. Ilha de Santa Maria, 1958 [disco].

Saramago Delgado (1970) Maria Carolina Saramago Delgado, O Falar de Baleizão, Tese de Licenciatura, Lisboa, Faculdade de Letras, 1970.

Sardinha (1982a) José Alberto Sardinha, Recolhas Musicais da Tradição Oral Moderna Portuguesa, I, Beira Baixa. Minho, Contralto, 1982 [disco].

Sardinha (1982b) José Alberto Sardinha, Recolhas Musicais da Tradição Oral Moderna Portuguesa, II, Beira Alta. Douro Litoral, Contralto, 1982 [disco].

Sardinha (1982c) José Alberto Sardinha, Recolhas Musicais da Tradição Oral Moderna Portuguesa, III, Trás-os-Montes. Alentejo. Algarve, Contralto, 1982 [disco].

Sardinha (1988) José Alberto Sardinha, Modas Estremenhas, Contradança, 1988 [disco].

Sardinha (1995) José Alberto Sardinha, Idanha-a-Nova. Toques e Cantares da Vila, EMI-VC, 1995 [disco].

Sardinha I (1997) José Alberto Sardinha, Portugal. Raízes Musicais, I. Minho e Douro Litoral, Jornal de Notícias – BMG, 1997 [CD].

Sardinha II (1997) José Alberto Sardinha, Portugal. Raízes Musicais, II. Trás-os-Montes, Jornal de Notícias – BMG, 1997 [CD].

Sardinha IV (1997) José Alberto Sardinha, Portugal. Raízes Musicais, IV. Beira Baixa e Beira Trasmontana, Jornal de Notícias – BMG, 1997 [CD].

Sardinha V (1997) José Alberto Sardinha, Portugal. Raízes Musicais, V. Estremadura, Ribatejo e Alentejo, Jornal de Notícias – BMG, 1997 [CD].

Sardinha VI (1997) José Alberto Sardinha, Portugal. Raízes Musicais, VI. Algarve e Ilhas, Jornal de Notícias – BMG, 1997 [CD].

Schindler (1941)/Schindler (1979)/Schindler (1991) Kurt Schindler, Folk Music and Poetry of Spain and Portugal – Música y poesía popular de España y Portugal, Nova Iorque, Hispanic Institute, 1941. Reedições facsimiladas, Hildesheim – Nova Iorque, Georg Olms Verlag, 1979 e Salamanca, Centro de Cultura Tradicional, Diputación de Salamanca – Hispanic Institute, Columbia University, 1991.

Schwarz (1925) Samuel Schwarz, Os Cristãos-novos em Portugal no Século XX, Lisboa, Empresa Portuguesa de Livros, 1925.

Schwarz (1993) Samuel Schwarz, Os Cristãos-novos em Portugal no Século XX, 2ª ed., Lisboa, Instituto de Sociologia e Etnologia das Religiões – Universidade Nova de Lisboa, 1993.

Segura da Cruz (1969) Maria Luísa Segura da Cruz, O Falar de Odeleite, Tese de Licenciatura, Lisboa, Faculdade de Letras, 1969.

Segura da Cruz (1991) Maria Luísa Segura da Cruz, O Falar de Odeleite, Lisboa, INIC, 1991.

Seomara/Amaral da Costa (1970) Seomara Ferreira e Maria da Graça Amaral da Costa, Etnografia de Idanha-a-Velha (Egitânia), Castelo Branco, Junta Distrital de Castelo Branco, 1970.

Sepúlveda (1924) [Cristóvão Ayres de Magalhães Sepúlveda], “Folk-lore transmontano”, Almanach Bertrand, 1924, pp. 54-55 e 244-245.

Sepúlveda (1925) [Cristóvão Ayres de Magalhães Sepúlveda], “Folk-lore transmontano”, Almanach Bertrand, 1925, pp. 206-207.

Sepúlveda (1926) [Cristóvão Ayres de Magalhães Sepúlveda], “Folk-lore transmontano”, Almanach Bertrand, 1926, pp. 244-245.

Serrano (1921) Francisco Serrano, Romances e Canções Populares da Minha Terra, Braga, A. Costa & Matos, 1921.

Silva Louro (1939) Pe. Henrique da Silva Louro, Cardigos. Subsídios para a sua história, Cucujães, Ed. do Autor, 1939.

Silva Pereira (1951) Maria Palmira da Silva Pereira, “Fafe: Contribuição para o estudo da linguagem, etnografia e folclore do concelho”, Revista Portuguesa de Filologia, IV, 1951, pp. 20-169, 374-416.

Silveira (1945) Pedro da Silveira, “Trova de Aleixo, das Flores”, A Ilha, ano VI, 23 de Junho de 1945.

Silveira (1961) Pedro da Silveira, “Materiais para um Romanceiro da Ilha das Flores”, Boletim do Núcleo Cultural da Horta, II, n.° 3, 1961, pp. 471-490.

Silveira (1986a) Pedro da Silveira, “Mais alguns romances da Ilha das Flores”, Boletim do Centro de Estudos Históricos e Etnológicos, I, 1986, pp. 25-42.

Silveira (1986b) Pedro da Silveira, “Catorze trovas e um conto recolhidos na Ilha das Flores”, Revista Lusitana, Nova Série, VII, 1986, pp. 103-123.

Silveira (1987) “Das tradições da llha das Flores”, Separata do Boletim do Instituto Histórico da llha Terceira, XLIII, n.° 2, Angra do Heroismo, 1987.

Simões Dias (1996) Mário Simões Dias, Vilar Maior. História, Monumentos e Lendas, Sabugal, Edição do Autor, 1996.

Simões Dias (1998) Mário Simões Dias, Memórias da Beira Côa, Coimbra, Ed. do Autor, 1998.

Soares (1914) Urbano Canuto Soares, “Subsídios para o Cancioneiro do Arquipélago da Madeira: Tradições e Vocábulos do Arquipélago da Madeira”, Revista Lusitana, XVII, 1914, pp. 135-158.

Soares de Sousa (1902) João Teixeira Soares de Sousa, Cantos Populares do Archipelago Açoriano: Cancioneiro e Romanceiro. Edição popular, Horta, Minerva Insulana, 1902.

Soledade (1973)/Soledade (1982) Arnaldo Soledade, Sines, Terra de Vasco da Gama, Setúbal, Edição da Junta Distrital, 1973; reimp., Sines, 1982.

Soromenho (1963) Paulo Caratão Soromenho, Papéis de António Tomás Pires, Elvas, À Sombra do Aqueduto, 1963.

Sousa/Rasquilho (1936) / Sousa/Rasquilho (1982) Tude Martins de Sousa e Francisco Vieira Rasquilho, Amieira do Antigo Priorado do Crato, Figueira da Foz, Tipografia Popular, 1936. Reedição facsimilada, Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1982.

Spoleto (1935) Mário Aldino de Spoleto, Cantares da Minha Terra, Porto, Imprensa Portuguesa, 1935.

Tavares (1899-1903) José Augusto Tavares Teixeira, “Folk-lore transmontano. Romanceiro”, Portugalia, I, 1903, pp. 388-389, 631-632, 862.

Tavares (1903-1905) José Augusto Tavares Teixeira, “Romanceiro trasmontano”, Revista Lusitana, VIII, 1903-1905, pp. 71-80.

Tavares (1905-1908) José Augusto Tavares Teixeira, “Folk-lore transmontano”, Portugalia, II, fasc.2, 1905-1908, p. 280.

Tavares (1906) José Augusto Tavares Teixeira, “Romanceiro trasmontano”, Revista Lusitana, IX, 1906, pp. 277-323.

Tavares (1908) José Augusto Tavares Teixeira, “Folk-lore trasmontano”, Illustração Trasmontana, I, 1908, pp. 24, 88, 103-104, 143.

Tavares (1909) José Augusto Tavares Teixeira, “Folclore trasmontano”, Illustração Trasmontana, II, 1909, pp. 28, 124.

Tavares (1910) José Augusto Tavares Teixeira, “Folk-lore trasmontano”, Illustração Trasmontana, III, 1910, pp. 40-41, 76, 93-94, 128, 135-136.

Tavares (1982) José Augusto Tavares Teixeira, “Folk-lore trasmontano”, Brigantia, II, n.° 1, Janeiro-Março 1982, p. 147.

Teixeira (1983) Maria de Lurdes Teixeira, “Folclore Trasmontano – O Galfeiro”, Brigantia, III, n.° 3, Julho-Setembro 1983, pp. 374-375.

Tengarrinha (1999) Margarida Tengarrinha, Da Memória do Povo. Recolha da Literatura Popular de Tradição Oral do Concelho de Portimão, Lisboa, Edições Colibri, 1999.

Terra de Miranda (1997) Música Tradicional. Vol. 6. Terra de Miranda, Madrid, Tecnosaga S. A., 1997. [CD].

Terreiro (1999) Bernardo Terreiro, Património Musical de Riba-Côa, Lisboa, Ed. do Autor, 1999.

Thomás (1905-1908) Pedro Fernandes Thomás, “Folk-lore beirão. Orações e poesias religiosas”, Portugalia, II, 1905-1908, p. 108; prossegue com o seguinte título: “Folk-lore beirão. Toada para os romances populares”, p. 281.

Thomás (1913) Pedro Fernandes Thomás, Velhas Canções e Romances Populares Portugueses, Coimbra, França Amado, Editor, 1913.

Thomás (1915) Pedro Fernandes Thomás, “Cantares do povo. O Duque d’ Alba”, Figueira, Série V, n.° 2, Fevereiro de 1915, pp. 220-222.

Thomás (1919) Pedro Fernandes Thomás, Cantares do Povo (Poesia e Música), Coimbra, F. França Amado, 1919.

Thomás (1934) Pedro Fernandes Thomás, Canções Portuguesas (Do século XVIII à actualidade), Coimbra, Imprensa da Universidade, 1934.

Tinop (1903) Pinto de Carvalho, Historia do Fado, Lisboa, 1903.

Tinop (1982) Pinto de Carvalho, História do Fado, 2ª. ed., Lisboa, Publicações D. Quixote, 1982.

Tinop (1984) Pinto de Carvalho, História do Fado, 3ª ed., Lisboa, Publicações D. Quixote, 1984.

Torres (1998) Rosa Maria Torres, As Canções Tradicionais Portuguesas no Ensino da Música, Lisboa, Editorial Caminho, 1998.

Transmontano (1976) Maria Tavares Transmontano, Subsídios para a Monografia da Freguesia de Carreiras (Concelho de Portalegre), Portalegre, Edição da Junta Distrital de Portalegre, 1976.

Transmontano (1979) Maria Tavares Transmontano, Subsídios para a Monografia do Porto da Espada. Povoação da Freguesia de S. Salvador de Aramenha. Concelho de Marvão. Distrito de Portalegre, Portalegre, Edição da Assembleia Distrital de Portalegre, 1979.

Transmontano (1981) Maria Tavares Transmontano, “Almas do outro mundo”, A Cidade. Revista Cultural de Portalegre, n.° 2, Dezembro de 1981, pp. 53-54.

Transmontano (1989) Maria Tavares Transmontano, Subsídios para a Monografia da Ribeira de Niza (Concelho de Portalegre), Portalegre, 1989.

Trapero (1992) Maximiano Trapero, El Romance de Virgilios en la tradición canaria e hispánica, La Laguna, El Museo Canario, 1992.

Trovador (1876) [T. Braga], “Romance. Noiva Desertora”, Trovador, IV, 1876, pp. 129-131.

Vai de Roda (1983) Vai de Roda, Vai de Roda, Movieplay, 1983 [CD].

Vai de Roda (1995) Vai de Roda, Polas Ondas; Alba, 1995 [CD].

Valle (1966) Carlos Valle, “Tradições populares de Vila Nova de Gaia. Romances tradicionais”, Revista de Etnografia, VI, n.° 1, Janeiro de 1966, pp. 155-175.

Valle (1987) Carlos Valle, A Freguesia de Santa Maria de Gulpilhares, Edição da Junta de Freguesia de Gulpilhares, 1987.

Veiga (1860) Sebastião Philippes Martins Estacio da Veiga, “A Vigilia e a lenda da Senhora dos Martires de Castro Marim”, A Nação, n.° 3819, 18 de Agosto de 1860, pp. 1-2.

Veiga (1870)/ Veiga (2008) Sebastião Philippes Martins Estacio da Veiga, Romanceiro do Algarve, Lisboa, Imprensa de Joaquim Germano de Sousa Neves, 1870. Reedição facsimilada com estudo introdutório de José Joaquim Dias Marques, Faro, Universidade do Algarve, 2008.

Veiga (1892) Sebastião Philippes Martins Estacio da Veiga, “Nossa Senhora dos Martyres”, Revista do Minho, VII, n.° 18, 1892, pp. 77-78.

Veloso (1978) A. Veloso Martins, Valpaços. Monografia, Porto, 1978.

Ventura (1994) Ruy Ventura, “Breve romanceiro dos concelhos de Marvão e Portalegre”, Ibn Maruán, n.° 4, Dezembro de 1994, pp. 43-65.

Ventura (1996) Ruy Ventura, “Romances, orações e cantigas narrativas da tradição da Serra de São Mamede (Algumas versões inéditas)”, A Cidade, n.° 11 (Nova Série), 1996, pp. 199-225.

Vergílio Pereira (1950) Vergílio Pereira, Cancioneiro de Cinfães, Porto, Junta de Provincia do Douro Litoral, 1950.

Vergílio Pereira/Bonito (1957) Vergílio Pereira e Rebelo Bonito, Cancioneiro de Resende, Porto, Junta de Provincia do Douro Litoral, 1957.

Viale Moutinho (1978) [José Viale Moutinho], Lendas e Romances da Ilha da Madeira, Porto, Editora Nova Crítica, 1978.

Viale Moutinho (1984) José Viale Moutinho, “Campo de Víboras, uma aldeia que espera. Baldios e solidariedade em terras de Trás-os-Montes, Diário de Notícias, 24 de Abril de 1984, p. 113.

Viana (1985) António Manuel Couto Viana, Tesouros da Literatura Popular Portuguesa, Lisboa, Editorial Verbo, 1985.

Vieira (1987) José Augusto Vieira, Literatura Popular em Terras de Vila Real, Vila Real, Câmara Municipal de Vila Real, 1987.

Vilhena (1965) Maria da Conceição Vilhena, Falares de Herrera e Cedillo, Tese de Licenciatura, Lisboa, Faculdade de Letras, 1965.

Vilhena (1989) Maria da Conceição Vilhena, “Literatura oral em Cedillo e Herrera de Alcântara”, Revista Lusitana, Nova Série, X, 1989, pp. 125-156.

Virgílio do Vale (1996) Virgílio do Vale, Trovas do Nordeste Transmontano. Respigos de Etnografia e Folclore, s. l., Ed. do Autor, 1996.

Vitorino (1981) Vitorino, Pedro Caldeira Cabral, Janita e Carlos Salomé, Romances, Movieplay Portuguesa, S.A., 1981 [disco].

Xarabanda (1995) Recolhas Xarabanda, Romances Tradicionais e Cantigas Narrativas, Funchal, Associação Musical e Cultural Xarabanda, 1995.

Xarabanda (1995a) Recolhas Xarabanda, n.° 1 – Maria Ascenção Teixeira (Camacha), 1995 [CD].

Xarabanda (1996) Associação Musical e Cultural Xarabanda, Música Tradicional da Madeira. Santana, 1996 [CD].

Xarabanda (1996a) Associação Musical e Cultural Xarabanda, Longe da Vista me vai..., 1996 [CD].

Ferré/Boto (2008) Pere Ferré (col.) e Sandra Boto (ed.), Novo Romanceiro do Arquipélago da Madeira, Funchal, Empresa Municipal Funchal 500 Anos, 2008.

Moreira Cardoso (2011) Altino Moreira Cardoso, Rimanceiro do Alto Douro,  Mem Martins, Edições Amadora Sintra, 2011.

Purcell (2002) Joanne B. Purcell (estudo preliminar e recolhas), Romanceiro Tradicional das Ilhas dos Açores, I. Corvo e Flores, organização de Samuel G. Armistead, Cristina Carinhas, Pere Ferré e Manuel da Costa Fontes, transcrições musicais de Israel J. Katz, com a colaboração de Karen L. Olson, Governo Regional dos Açores / Universidade Nova de Lisboa, Angra do Heroísmo / Lisboa, 2002.

Moreira Cardoso (2006) Altino Moreira Cardoso, Grande Cancioneiro do Alto Douro, volume II, Amadora, Amadora-Sintra Editora, 2006.